Subscreva a nossa newsletter para receber as melhores sugestões de lifestyle todos os dias.

saúde

Criador da vacina da Pfizer diz que a normalidade deverá voltar no final de 2021

É o tempo esperado para que se vejam os efeitos deste fármaco. Transmissão do vírus será reduzida a 50 por cento.
A vacina já está na terceira fase.

O anúncio da chegada de uma vacina contra a Covid-19 começa a trazer alguns sinais de esperança numa retoma à normalidade. Uğur Şahin, um dos criadores do fármaco que está a ser desenvolvido pela Pfizer e pela BioNTech, explicou que será apenas no final de 2021 que poderemos pensar um cenário de regresso ao dia-a-dia pré-pandemia.

Şahin explicou em entrevista à BBC que um dos objetivos passa por conseguir produzir 300 milhões de vacina até abril de 2021. Acredita que grande parte da população conseguirá ficar imune antes do outono do próximo ano.

Com a circulação de uma vacina, a taxa de transmissão vai reduzida em 50 por cento. “Não nos devemos esquecer que, mesmo que seja só isso [50%], pode resultar numa redução dramática da propagação da pandemia”, explicou o cofundador da BioNtech.

Referiu ainda que o período do próximo verão será crucial, uma vez que o número de infeção deverá descer e a vacinação aumentar para preparar o começo do outono e inverno. 

No início de novembro a farmacêutica norte-americana Pfizer e a alemã BioNTech revelaram uma eficácia superior a 90 por centro na vacina que está na terceira fase de testes. Os Estados Unidos serão o primeiro país que a vai receber.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT