Ginásios e outdoor

Como Jake Gyllenhaal se transformou para combater Conor McGregor em “Road House”

O objetivo principal foi desenvolver os músculos. A boa alimentação também fez parte do processo que demorou mais de um ano a completar.
Envolveu muito esforço por parte do ator.

As drásticas transformações físicas não são algo estranho para Jake Gyllenhaal, que em 2015 esculpiu o físico para encarnar um pugilista em “Southpaw — Coração de Aço”. Quase uma década depois, voltou a fazê-lo para o remake de “Road House” que chega na quinta-feira, dia 21 de março, à Prime Video. Desde o momento em que surgiram as primeiras imagens desta produção cinematográfica, os fãs ficaram impressionados com a transformação corporal do ator. Os abdominais e os músculos típicos de um super-herói não passaram despercebidos. A jornada de preparação física envolveu muito ginásio, mas não só: o compromisso total e a mentalidade também foram peças-chave. 

Jason Walsh, o treinador de Gyllenhaal, revela que os exercícios foram inspirados no MMA para ajudar o ator na luta contra Connor McGregor. O processo demorou mais de um ano e envolveu muita energia e esforço.

“Podemos ter um ótimo treinador, um ótimo programa, uma ótima equipa — nada disso importa se não tivermos a pessoa certa para fazer tudo”, diz Walsh numa entrevista à “Men’s Health” publicada na terça-feira, 19 de março. “O Jake fez todo o trabalho. Ele mereceu.”

O ator teve de reduzir a sua gordura corporal para cinco por cento, assando de 92 para 83 quilos. O programa de treinos foi dividido em várias fases: condicionamento, hipertrofia e movimento. Depois, o objetivo foi sempre manter a musculatura. “Ficar confortável com o desconforto” foi o mantra utilizado durante o processo que exigiu disciplina, paciência e comprometimento. 

O treino realizado por Gyllenhaal teve como base um equilíbrio entre força, agachamentos, deadlifts e movimentos específicos de MMA. Os exercícios de mobilidade e isométricos invertidos “para aumentar a força e a resistência em diferentes ângulos articulares” foram alguns dos destaques. 

Empurrar e puxar cargas, levantar pesos para “manter a coordenação muscular elevada”, exercícios de antebraços e movimentos clássicos de força com “variações de repetições, séries, cargas e tempos diferentes” também fizeram parte. E, claro, não poderiam faltar as flexões com correntes (para desenvolver o peito) e o cardio (neste caso, corridas em forma de sprint para aumentar a frequência cardíaca).

Numa entrevista ao “ETOnline” em janeiro, o próprio ator revelou que a sua rotina de exercícios incluía dois treinos diários, sendo que de manhã o foco era a ginástica, exercícios funcionais e cardio (com corridas de cerca de 10 a 12 quilómetros). Durante uma ou duas horas, o treino era exclusivamente de boxe e de trabalho cardiovascular e, posteriormente, durante mais 60 minutos, Jake dava prioridade à força e aos socos. Por dia, o ator fazia mil abdominais. 

Os treinos de Gyllenhaal envolviam também levar uma infinidade de socos nos abdominais. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator brinca e diz que ninguém deverá tentar este método em casa e que só o fez para tornar o filme bom.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Jake Gyllenhaal (@jakegyllenhaal)

No entanto, os abdominais de Jake Gyllenhaal não foram construídos apenas no ginásio. A boa alimentação foi indispensável. Com a ajuda de uma nutricionista, o ator, que adora cozinhar para a família e amigos, teve de abdicar de alguns dos dos seus doces favoritos. 

Não pulou refeições, mas teve de comer muito mais calorias do que aquelas que consumia anteriormente. Assim, aquilo que gastava nos treinos era reposto para aumentar o volume muscular. A dieta de Jake envolveu um plano de nutrição de seis a sete refeições por dia, preferência por hidratos de carbono de manhã e proteína à tarde. Os suplementos de vitamina D3 e C, a água e os batidos de proteína também fizeram parte.

Road House” é um remake do filme de sucesso de 1989, que conta a história de James Dalton (Patrick Swayze), um segurança/filósofo que odeia violência, mas é especialmente hábil a dar pancada a toda a gente. A nova adaptação traz algumas alterações ao primeiro guião.

“Nesta nova versão cheia de adrenalina do clássico dos anos 80, o ex-lutador de UFC Dalton é interpretado por Jake Gyllenhaal. Começa a trabalhar como segurança num motel de estrada em Florida Keys, o que o leva a descobrir que este paraíso não é o que parece”, lê-se na sinopse partilhada pela plataforma de streaming.

A produção vai ser lançada unicamente na Prime Video, algo que revoltou Jake Gyllenhaal e Doug Liman. Os dois chegaram mesmo a reunir-se com Jeff Bezos, da Amazon, para negociarem adecisão, mas os esforços foram infrutíferos.

A decisão da empresa poderá ter a ver com as polémicas que rodeiam a nova versão do clássico. Isto porque Joe Silver, o produtor — que foi igualmente responsável pelas sagas “Arma Mortífera” e “Die Hard” —, sempre foi conhecido como uma figura volátil e controversa. Desta vez acabou mesmo despedido pela gigante do e-commerce, por alegados abusos verbais a duas executivas da empresa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT