Ginásios e outdoor

Adeus, renas e trenó. Em 2023, os pais e mães Natal chegam a correr e cortam metas

Nesta época, milhares de pessoas vestem-se de vermelho para participarem em provas solidárias. Descubra as melhores.
Temos a motivação que lhe faltava para fazer exercício.

Esqueça as renas e os trenós. Em muitas cidades europeias, os atletas disfarçados de Pai Natal chegam de sapatilhas, prontos para cortarem as metas e queimarem muitas calorias. Corredores amadores e profissionais juntam-se para celebrar a quadra festiva de forma especial e, normalmente, há sempre uma causa solidária associada.

A tradição começou na Lituânia, em 1975, para assinalar a Passagem de Ano. Na altura, a prova juntou 77 atletas e, fim, despediram-se com desejos de “boas entradas e melhores saídas”. Tornou-se num género de ritual e nunca mais se perdeu.

A ideia de correrem vestidos como o Pai Natal surgiu há pouco mais de uma década, em 2011, quando a organização percebeu que alguns corredores mais lentos se mostravam incomodados pelo frio. Convidaram-nos a vestirem então os fatos e quem passava na rua e os via desejava-lhes boa sorte. A ideia original pegou e o conceito chegou rapidamente a outros países e as datas foram alteradas para celebrar então antes de 24 de dezembro.

Atualmente, centenas de corredores amadores participam na corrida com os seus disfarces únicos. Uma das maiores da Europa é em Madrid. A prova vai agora na 12.ª edição e conta normalmente com milhares de pessoas. Há elfos, renas e muitas outras figuras alusivas à época que se juntam num evento solidário, em que parte do valor das inscrições reverte para instituições de saúde espanholas.

Por cá também existem. Em Viseu, por exemplo, a autarquia organizou uma corrida em que todos os participantes percorrem as ruas iluminadas da cidade vestidos de Pai Natal. Está marcada para o próximo dia 17 de dezembro, um sábado, pelas 10h30. Os participantes podem escolher entre a corrida de 10 quilómetros, ou uma caminhada de cinco. O ponto de partida e de chegada é o mesmo para ambas as provas e fica no Rossio, mesmo em frente à Câmara Municipal. A regra é a mesma das outras cidades europeias: estar disfarçado de Pai Natal.

As corridas de Natal já se tornaram famosas um pouco por todo o mundo. Há distâncias e níveis de dificuldade para todos. E até calha bem, uma vez que a quadra natalícia é sinónimo de dezenas de jantares com amigos e família, ou seja, muitas calorias e pouco tempo para treinar.

Carregue na galeria para descobrir as próximas corridas de pais natais na Europa. Uma delas fica a menos de duas horas de Lisboa de avião.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT