Ginásios e outdoor

Antes e depois: como Beatriz Cruz perdeu quase 50 quilos em menos de um ano

A TikToker, de 27 anos, contou à NiT como desceu dos 102 quilos para os 58. No início, a sua perda de peso foi tudo menos saudável.
A transformação.

Aos 25 anos Beatriz Cruz bateu no fundo. No dia em que resolveu enfrentar o espelho, sentiu repulsa em relação ao corpo que via à sua frente. Um sentimento que deu origem à motivação de que precisava para mudar. Em pouco mais de um ano e meio perdeu quase 50 quilos. Tornou-se numa pessoa muito mais saudável e feliz no seu corpo. Atualmente partilha vídeos no TikTok com o intuito de motivar outras pessoas a perderem peso e já conta com mais de 35 mil seguidores.

Os últimos dois anos foram muito desafiante para todos devido à pandemia de Covid-19. Os sucessivos confinamentos e a incerteza afetou inúmeras pessoas, levando-as a refugiarem-se na comida. A jovem estudante de Medicina Dentária de Viseu foi uma delas.

Beatriz começou a engordar aos 10 anos, porém, foi em 2020, aos 25 anos, que a situação descambou e ultrapassou a barreira dos 100 quilos. Se durante a infância sempre lidou bem com os comentários mais negativos, porque sempre foi uma “pessoa feliz e extrovertida”, com a adolescência tudo mudou. Deixou de ir à praia e à piscina porque e porque não tinha um corpo como o das amigas e tinha vergonha de “mostrar a barriga”. Depois de muitos avisos da mãe, preocupada com sua saúde, Beatriz decidiu mudar.

Um dia enfrentou aquela que se tinha tornado uma das suas maiores fobias, o espelho, e desabou. “Chorei de repulsa porque odiava o meu reflexo”. Nesse dia, em dezembro de 2020, que decidiu mudar. Nas primeiras semanas, sem qualquer tipo de acompanhamento profissional, resolveu deixar de comer tudo o que considerava mau e realizar uma dieta de líquidos.

Perdeu quase 50 quilos.

“Perdi imenso peso, mas aquilo não era sustentável. No início de 2021 decidi recomeçar a sério e procurei uma nutricionista. Nesse momento percebi que ia conseguir.” Com uma alimentação equilibrada e saudável, começou a ver resultados e isso motivou-a a continuar. À alimentação começou a juntar a corrida. “No início corria apenas dois minutos e depois caminhava”, recorda. Atualmente consegue correr oito quilómetros, seis dias por semana. Às corridas acrescentou os treinos funcionais que faz em casa, acompanhando vídeos no YouTube.

Na fase inicial do processo, Beatriz tomou algumas decisões radicais. Deixou de ir jantar fora com as amigas, para evitar cair na tentação de comer algo fora do plano. “Ia sempre lá ter depois, e pesava-me constantemente,” Tudo mudou quando começou a partilhar a sua transformação no Instagram e no TikTok onde muitas pessoas começaram a procurá-la para perceberem como conseguia obter resultados.

“Aí entendi que o que estava a fazer não era saudável. Comecei a sentir mais responsabilidade em relação às minhas atitudes e a aproveitar a vida. Hoje em dia já vou jantar fora com os meus amigos e, efetivamente, como o que me apetecer, porque amanhã é outro dia”, refere.

O segredo: jejum intermitente

No espaço de um ano Beatriz atingiu aos 58 quilos. Com muito esforço e uma cirurgia pelo meio, para reduzir o tamanho do peito e fazer uma mini abdominoplastia — para remover as peles em excesso— conseguiu continuar o processo de emagrecimento. Porém, o segredo da boa forma física da jogadora federada de ténis, que tinha desistido de praticar por causa do excesso de peso, é o jejum intermitente.

Este método consiste em intercalar períodos de jejum com as refeições. Na prática, o objetivo é fazer com que o corpo consuma a gordura que tem acumulada e que, consequentemente, haja uma perda de massa gorda. O jejum tem sido associado a inúmeros benefícios, como a perda de peso, a diminuição das inflamações no organismo e até mesmo à reposição dos níveis saudáveis de açúcar no sangue.

A forma de jejum intermitente mais comum é a 16/8. Ou seja, comer ao longo de um período de oito horas e jejuar nas restantes 16 horas do dia. No entanto, um jejum de 16 horas pode ser difícil de suportar diariamente.

O que é que Beatriz come realmente num dia?

O jejum da jovem aspirante a médica dentista dura cerca de 17 horas e só é quebrado à hora de almoço. Nesta refeição come 120 gramas de proteína (peixe, ou carne), a que junta hidratos de carbono e legumes. Depois, a meio da tarde, opta por um iogurte com granola ou fruta. O dia alimentar termina com uma sopa ao jantar. No entanto, Beatriz lembra que no verão esta rotina altera-se completamente.

“Nestes meses de calor é tudo diferente. Raramente lancho porque não tenho grande apetite, mas compenso com um jantar mais composto.”

“O importante é estar em défice calórico”, sublinha. Em maio de 2021 ficou mais familiarizada com o conceito e começou a contar as calorias que ingere. Para isso conta com o apoio da app “My Fitness Pal”. “Na altura instalei a aplicação e inseri todos os dados necessários para calcularem as calorias diárias que deveria ingerir. A este número retirei cerca de 400 calorias. A minha média devem ser 1600 por dia e faço um esforço para cumprir.”

A estudante de medicina dentária está consciente que durante o processo desenvolveu alguma aversão à comida. “Havia dias em comi apenas uma maçã. Atualmente sei que não posso fazer isso, mas será sempre algo que terei de enfrentar.”

Agora, o objetivo de Beatriz é chegar aos 53 quilos, para conseguir equilibrar o peso em relação à altura, uma vez que mede apenas 1,55 metros. Continua a treinar com consistência e a manter o foco na alimentação, como mostra nos seus vídeos.

@bibicruz1995

Blessed 🙏🏼✨ #foryou#glowup#wheightloss#portugal

♬ original sound – 🃏j🃏o🃏k🃏e🃏r🃏

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT