Ginásios e outdoor

Anúncios de soutiens da Adidas proibidos no Reino Unido por objetificarem a mulher

Nas imagens aparecem mamas de diferentes formas e tamanhos. A ideia, explica a marca, é mostrar que é inclusiva.
Foi retirado das ruas.

A Adidas partilhou nas redes sociais os seus novos soutiens de desporto, recorrendo a imagens de dezenas de mamas de mulheres. A entidade reguladora da publicidade no Reino Unido considerou que o anúncio podia ofender as mulheres e decidiu e bani-lo. Ainda é possível vê-lo na página de Instagram da marca alemã. Porém, os comentários dos utilizadores dividem-se entre aqueles que concordam com a agência e os que aplaudem a diversidade.

Na legenda da publicação partilhada na página da Adidas Women, em fevereiro, pode ler-se: “Mamas de todas as formas e tamanhos merecem suporte e conforto feito à medida. É por isso que a nossa nova linha de soutiens de desporto contém 43 estilos.” E termina: “No desporto, toda a gente se deve sentir livre e inspirado pelo que os seus corpos conseguem atingir.”

A imagem foi retirada das ruas e dos vários meios de comunicação social, na sequência de a Advertising Standards Agency (ASA) ter determinado que seria ofensivo. Além de uma publicação nas redes sociais, foram excluídos dois posters com imagens semelhantes de 62 e 64 mulheres com a legenda “As razões por que não fazemos só um novo soutien de desporto”.

A etiqueta alemã já veio explicar que “as imagens tinham sido recortadas para proteger a identidade das modelos, que se voluntariaram para estar no anúncio e estão de acordo com os objetivos da marca”. 

A entidade reguladora revela que recebeu 24 queixas a alegar que a nudez usada no anúncio era uma forma de objetificar o corpo da mulher, ao sexualizá-lo e “reduzi-lo apenas a uma parte”, avança a BBC. Outros queixosos argumentaram que as publicidades nas ruas poderiam ser vistas por crianças. No Twitter, a ASA não acredita que a forma como as mulheres estão retratadas — com os mamilos tapados — fosse sexualmente explícita. Contudo, determinou que a publicação fosse dirigida a uma audiência específica para evitar ofensas ao público em geral.

Este foi o motivo para ter ordenado a remoção das publicidades nos diferentes meios. A Adidas apressou-se a explicar que pretendia “refletir e celebrar diferentes formas e tamanhos, ilustrar a diversidade e demonstrar como os soutiens com o suporte certo são importantes”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT