Ginásios e outdoor

As bizarras sapatilhas feitas a partir de vibradores têm alma de plástico e muito estilo

Apresentam-se como o modelo mais confortável do mundo e estão a ser um sucesso nos Estados Unidos da América.
São só para os mais arrojados.

Sapatilhas feitas de vibradores. Sim, leu bem. A marca norte-americana Rose in Good Faith acabou de lançar aquelas que descrevem como “as melhores sapatilhas para o dia-a-dia”. São feitas a partir de brinquedos sexuais danificados e estão a ser um verdadeiro sucesso de vendas.

Quando David Teitelbaum pensou lançar o primeiro modelo da Rose In Good Faith queria um produto que contasse uma história. Este ponto de partida levou-o a arranjar um parceiro improvável: a Doc Johnson, fabricante de brinquedos sexuais.

Durante quase dois anos, a etiqueta que nasceu em Los Angeles esteve envolvida num processo de reciclagem dos vibradores considerados danificados ou defeituosos. O objetivo era transformá-los numas sapatilhas volumosas e elegantes. O sonho saiu do papel e foi lançado na passada sexta-feira, 15 de julho, no site da marca.

Através de um complexo sistema de reciclagem, os brinquedos foram transformados em pequenos cubos e misturados com espuma de EVA. Depois foram moldados em forma das sapatilhas a que chamaram “Plastic Soul” — Alma de Plástico. A nível estético, o designer inspirou-se na arquitetura de The Broad — um icónico museu de Los Angeles — de forma a conseguir um modelo que combinasse o conforto das populares socas Crocs com a funcionalidade de umas sapatilhas de running.

“Em relação ao design, queria criar um modelo intemporal e, ao mesmo tempo, excecionalmente útil”, disse Tietelbaum à revista online “Paper”. “Acontece que produzimos umas sapatilhas que são mais confortáveis do as restantes que existem no mercado, e tal como as nossas colaborações, contam uma história. Esperamos que as Plastic Soul transcendam o tempo e inspirem uma nova forma de olhar para o movimento up-cycling”.

Este movimento, também conhecido como reutilização criativa, é o processo de uso de produtos, resíduos, peças aparentemente inúteis na criação de novos produtos com uma função diferente da inicial.

De facto, embora a marca seja conhecida pelas colaborações com artistas musicais — projetos passados incluem coleções cápsula com os cantores The Kid Laroi e Lil Peep — esta primeira linha de sapatilhas marca o início de uma visão renovada da Rose In Good Faith. A campanha tem o mote “Stop Fucking Mother Nature”, em português “Parem de estragar a mãe Natureza” e está a ser um verdadeiro sucesso.

“Estamos muitos orgulhosos desta parceria com a Rose In Good Faith que promove a positividade sexual através da moda e da inovação”, referiu Chad Braverman, diretor de operações da Doc Johnson’s à mesma publicação.

E acrescentou: “Era importante para nós criarmos um modelo de sapatilhas que considerassem o impacto ambiental. E é por isso que estamos entusiasmados em fazê-las usando os nossos brinquedos sexuais”.

Como são feitas de plástico, além do conforto e do suporte que proporcionam ao arco plantar, são à prova de água. As sapatilhas custam 130,95€ e estão disponíveis no site da marca que também envia para Portugal. Ao fazer a encomenda, a marca aconselha a que se opte por meio tamanho acima do usado normalmente.

Se adora sapatilhas de modelos arrojados, carregue na galeria para descobrir mais alguns, de várias marcas e com diversos preços.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT