Ginásios e outdoor

A campeã nacional de Bikini Body lançou uma marca de desporto atrevida e confortável

Decidiu fazer uma pausa no bodybuilding para se dedicar à moda desportiva. A Sassy Sportswear tem sido um sucesso.
A nova marca já é um sucesso.

Elsa Pena não é um nome desconhecido no mundo do desporto. Aliás, quem gosta da área do bodybuilding conhece-a bem: foi a primeira atleta profissional da categoria Bikini Fitness a nível nacional. Além do desporto, Elsa tem muitas outras paixões que manteve escondidas até agora. Mas já lá vamos.

Aos 20 anos inscreveu-se num ginásio onde conheceu o marido, Luís Pena, ligado ao exercício físico há mais de 30 anos. Já era adepta da prática desportiva, mas nesse altura descobriu que a musculação era a sua modalidade de eleição. Deu início ao trabalho de preparação física em março de 2013 a fim de poder concorrer à Taça de Portugal em novembro do mesmo ano, onde conquistou o 4.º lugar. Daí em diante só parou de competir quando começou a pandemia de Covid-19. 

Em 2017,  quando já era praticante há mais de uma década, Elsa venceu o concurso Bikini Fitness em Portugal e tornou-se na primeira atleta profissional da categoria a nível nacional. Em 15 anos de carreira conquistou muitos outros prémios e até subiu ao cobiçado palco Arnold Classic. Sempre esteve ligada ao mundo do fitness.

“Viajava muito por todo o mundo para competir. Mas em 2020 veio esta pandemia e as provas foram todas canceladas. Ficamos todos fechados em casa”, começa por contar à NiT. Abandonou o ginásio, pôs as competições de lado e arranjou uma nova paixão para onde pudesse canalizar toda a sua atenção: “Tive de me reorganizar e traçar novos objetivos para conseguir manter a minha sanidade mental.”

Elsa aproveitou o tempo em casa para tirar da gaveta um sonho antigo: criar a sua própria marca de roupa desportiva. Meses depois nascia a Sassy Sportswear desenvolvida em parceria com a nora, Daniela Fortuna. A primeira coleção da marca é totalmente focada no desporto e na versatilidade. 

Sassy significa alguém atrevido, cheio de vida e de espírito. “Estes são adjetivos com os quais me identifico verdadeiramente”, conta. Elsa quis criar uma linha athleisure, com peças práticas e confortáveis que tanto pudessem ser usadas no ginásio como nas tarefas do dia a dia. “Falei com a minha nora que é special advisor da Louis Vuitton para me ajudar neste projeto e tem sido o meu braço direito”, explica.

A atleta faz tudo mas sentiu que era importante ter alguém a quem pedir uma opinião ou para a ajudar com burocracias: “Tem sido, sem dúvida, uma mais valia. A Daniela sabe qual é a cor tendência e trabalhamos muito bem em e em sintonia. Temos gostos muito idênticos. Somos uma boa dupla, sem dúvida.”

A bodybuilder não tem background na área, mas as dicas da nora aliadas à sua perceção do que melhor funciona no ginásio e para a prática desportiva, ajudaram-na a desenhar as duas primeiras coleções da marca. “Não estou ligada ao design de moda, mas precisamente por estar ligada ao mundo do fitness sei aquilo que gostamos de usar quando estamos no ginásio. Gosto de me sentir confortável, mas se de repente tiver de ir ao banco ou ao supermercado quero sentir-me igualmente bem. E foi isso que quis integrar nas coleções.”

Em outubro de 2020 começou à procura de fábricas no norte do país: decidiu trabalhar com uma em Barcelos e outra em Braga. A atleta de 44 anos fazia questão que a marca tivesse produção 100 por cento nacional e com os melhores materiais do mercado. Entretanto, a 21 de setembro de 2021 lançou o site da marca e no início de dezembro abriu a loja física da Sassy Sportswear, dentro do ginásio Fitcenter (espaço que abriu com o marido).

O objetivo de Elsa é lançar duas coleções por ano, ainda que sejam compostas por poucas peças. “Sou um bocadinho ambiciosa e gosto de lutar pelas coisas”, afirma. Segundo conta, a aceitação tem sido muito boa e quem compra pela primeira vez, acaba sempre por comprar novamente. “Isso quer dizer que de facto gostam das peças e isso deixa-me bastante realizada”, diz.

A atleta releva que não está a pensar competir neste momento porque está dedicada a 100 por cento ao novo projeto. A situação pandémica continua envolta em incerta e é impossível prever se haverá adiamento de campeonatos ou não. “Se decido entrar numa competição, começo a preparação e, de repente, voltamos a ficar fechados em casa — seria uma frustração muito grande. Até as coisas voltarem ao normal, prefiro dedicar-me a algo mais concreto.”

Carregue na galeria para descobrir os vários modelos que a Sassy Sportswear tem disponíveis.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT