Ginásios e outdoor

Como Rafaela Duarte lidou com a necessidade de ganhar peso depois da luta para emagrecer

A criadora de conteúdos e personal trainer perdeu 10 quilos em cinco meses. Agora ajuda outras mulheres a alcançarem as suas metas.
Agora é saudável e feliz com o seu corpo.

Aos 19 anos e fechada em casa por causa da pandemia, Rafaela Duarte decidiu mudar de vida. No final do primeiro confinamento — ou seja, quase cinco meses depois —tinha perdido 10 quilos só com treino, complementado com alimentação saudável. O caminho que escolheu na altura levou-a a criar uma plataforma de acompanhamento online para ajudar outras pessoas a atingir os seus objetivos.

Os momentos maus de alguns, são oportunidades para outros. Em março de 2020, Portugal e o mundo fechavam-se pela primeira vez em casa, numa tentativa de conter a transmissão de um vírus que infetou milhares de pessoas. Um período que vai ficar registado nas páginas dos livros de História e na vida de muitos. Para Rafaela Duarte não será diferente, até porque não irá esquecer que marca um ponto de viragem na sua vida. A jovem natural de Lisboa recorda-o como o momento em que olhou para o espelho e decidiu mudar. A criadora de conteúdos digitais escolheu parar de chorar sempre que visitava os provadores de uma loja, ou de se sentir mal sempre que ia à praia.

Como perdeu 10 quilos em cinco meses

“Nunca gostei muito do meu corpo. Não me sentia confortável.” Durante o primeiro confinamento tudo mudou. “Comecei a treinar em casa, sozinha, seguindo apenas vídeos no YouTube da guru do fitness Pamela Reif”. Este foi o ponto de partida, mas não foi fácil: “não me sentia motivada, era mesmo difícil. Mas insisti e quando comecei a ver resultados tudo mudou”, conta à NiT.

Decidiu alterar também os hábitos alimentares. Começou a beber água nas quantidades necessárias e excluiu os refrigerantes e os fritos que adorava. Mais tarde, passou a deixar a carne de lado e passou a reduzir as porções às refeições. “Adorava comer, mas fazia-o de forma gulosa. Ou seja, nunca parava quando estava saciada, comia com prazer, mas em quantidades muito grandes para aquilo que o meu corpo precisava”. A reeducação alimentar, ainda que feita sozinha, foi fundamental na sua perda de peso.

Depois de dietas extremistas ou à base de refeições sempre iguais, esta foi a fórmula saudável que resultou com Rafaela. Mas ainda não estava satisfeita. Passado uns meses decidiu seguir uma dieta completamente vegan e não consumia qualquer produto de origem animal. Não durou muito: “passado um tempo recomecei a comer ovos e, mais tarde, peixe”. Durante estas mudanças alimentares continuava a treinar todos os dias. Não falhava, porque além de se sentir melhor e feliz por conseguir manter o compromisso, ajudava-a a aliviar o stress. Contudo, chegou o momento em que esta rotina deixou de ser assim tão saudável.

“Durante este processo comecei a sentir receio de comer, de engordar, de voltar ao peso que tinha quando comecei.” Quando, após meses de confinamento, chegaram os primeiros convívios com amigos e familiares, Rafaela percebeu que não tinha uma relação saudável com a comida. “Comecei a privar-me”, relembra. E as pessoas à sua volta perceberam que algo não estava bem. “Começaram a perguntar-me se nunca saía da dieta, e se tinha de treinar todos os dias”. Os comentários insistentes, aliados ao facto de estar muito magrinha, fizeram a jovem lisboeta perceber que estava — novamente — na hora de mudar: “tratando-se de pessoas de que gosto, acabei por perceber que tinham razão. Se me estavam a avisar era porque realmente estava a chegar a um extremo pouco saudável”.

Agora ajuda outras pessoas.

Engordar depois de emagrecer

Se precisasse de mais sinais para aliviar as restrições que se impunha, o corpo começou a mostrar-lhe que tinha mesmo de o fazer. Com a perda abrupta de peso e a redução drástica das porções que ingeria chegou a perda da menstruação. “Comia de tudo, mas em poucas quantidades e isso refletiu-se no meu corpo”. Esse foi o clique que precisava para procurar ajuda. Começou a ser acompanhada por uma nutricionista para tentar ganhar massa muscular de forma sustentável e procurou a ajuda de uma personal trainer. Graças a estes apoios e aos novos treinos de musculação, Rafaela conseguiu atingir o equilíbrio que precisava e tornou-se, finalmente, saudável.

Porém, não foi fácil. “Depois de tanto tempo a fazer tudo para perder peso, ter de engordar é realmente difícil a nível psicológico. Tive de aumentar as quantidades do que comia e ficar em excedente calórico. Ou seja, tinha de comer mais estando cheia e já não estava habituada. As porções eram maiores e tive de fazer musculação. Obviamente, que sendo feito com acompanhamento esse aumento era saudável — e depois percebi isso.” Agora apenas faz refeições equilibradas, e, sobretudo, dá especial atenção à qualidade dos alimentos que escolhe. “Antes comia coisas que hoje em dia já não gosto de comer, nem me fazem sentido. E, entretanto, voltei a comer ovos e peixe.”

A mudança de estilo de vida e a perda de peso levou-a a seguir um rumo diferente do que tinha imaginado. Quando iniciou este processo começou a partilhá-lo nas redes sociais e construiu uma comunidade que hoje soma mais de 90 mil seguidores no Instagram. Partilhava as suas refeições, os treinos e foi despertando a atenção de muitas mulheres que se sentiam inspiradas pela sua transformação. Com vontade de ajudar os outros, em 2021, enquanto estava a terminar a licenciatura de Publicidade e Marketing decidiu começar um curso de personal trainer e de health coach.

Já formada nessa nova área, criou a plataforma “Online Coaching” onde ajuda outras mulheres a treinarem e a manterem-se motivadas. “Faço planos de treino personalizados, dou sugestões alimentares e partilho imensas receitas. E faço acompanhamento diário. Falo todos os dias com a minhas clientes para as apoiar com os exercícios e responder às dúvidas que surgem. No fim de cada mês reunimos por Zoom para avaliarmos a progressão.” As mensalidades dependem de quanto tempo querem ser acompanhadas. O plano de um mês custa 45€, o de dois meses 80€, três meses 95€ e seis meses 160€. Os planos podem ser renovados no final de cada período escolhido.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT