Ginásios e outdoor

Em Lisboa abriu um estúdio onde antes de começar a treinar tem de cuidar da sua saúde

Para frequentar o ART Studio, em Telheiras, todas as pessoas têm de estar em ótima condição física antes de começarem a treinar.
Além de treino também pode ter fisioterapia.

O ART, sigla de Athletic Rehabilitation Therapy, é um novo estúdio em Telheiras (Lisboa) com um conceito diferenciado a nível do treino personalizado, da recuperação e tratamentos. Abriu portas em outubro de 2020, mas a pandemia fez com que tivesse de permanecer quieto e silencioso durante quase um ano e meio. Agora que muitos começam a retomar a atividade física, mais ainda considerando as medidas de proteção contra a Covid-19, pode ser a altura ideal para procurar um local de treino de menor dimensão.

“Não fazemos apenas os treinos, mas também estamos habilitados para fazer tratamentos de reabilitação relacionados com as dores e o desconforto articulares”, começa por contar à NiT o dono do ART Studio, Ronilson Sá. Além de ser um espaço mais pequeno e personalizado, totalmente oposto aos ginásios, tem uma equipa multidisciplinar com formação em exercício e bem estar, mestres em alto rendimento, osteopatas e ainda terapeutas manuais. 

Ronilson Sá começou a planear a abertura do seu conceito de saúde e bem estar há cerca de dois anos, quando surgiu a pandemia de Covid-19. O PT de 43 anos é licenciado em Exercício Físico e Bem Estar e tem uma pós-graduação em Reabilitação em Medicina do Exercício e Desporto, na faculdade de Medicina do Porto. Neste estúdio não há levantamento de ferro, mastodo um cuidado com o organismo dos atletas, desde tratamentos de lesões a acompanhamentos de doentes crónicos e muito mais.

A trabalhar na área do desporto há 17 anos, sempre em ginásios, Ronilson viu surgir uma oportunidade de mudar de vida quando todos os estabelecimentos foram obrigados a fechar. “Tivemos de nos reinventar. Tinha já uma grande carteira de clientes e um sonho antigo de ter algo meu relacionado com o treino e o tratamento. Entretanto, apareceu a possibibilidade de abrir o ART Studio e comecei a procurar um espaço”, conta Ronilson. 

Ronilson abriu o ART durante a pandemia.

Neste estúdio avalia-se primeiro a pessoa, as dores, os desconfortos que sente. De seguida, tratam-se as maleitas, e só depois é que é realizado o plano de treino. Todas os que por ali passam têm de estar em perfeita condição física antes de começarem a treinar para atingir os objetivos planeados. “Avaliámos sempre primeiro se a pessoa tem dores e depois tratamos, quer através da osteopatia, quer dos exercícios corretivos e terapêuticas naturais”, diz o personal trainer.

Quem é que procura este tipo de tratamento tão personalizado? “O nosso público alvo é a faixa etária entre os 40 e os 80 anos, e todos os que querem treinar com consciência. Muitas pessoas até já treinaram e sofreram lesões que são atualmente as limitam. Outras passaram grande parte da vida sem treinar e têm receio de começar sozinhas”, responde Ronilson.

Além do tratamento premium que todos os clientes recebem no ART Studio, o fundador explica que os membros se sentem seguros por saberem que estão a ser ajudados por profissionais altamente qualificados e que treinam sempre com a máxima segurança possível: “Queremos que até as pessoas mais velhas tenham capacidade de praticar exercício físico e também fazemos acompanhamento de grávidas durante toda a gestação.”

Os treinos e terapêuticas presenciais no ART Studio são complementados com os acompanhamentos online quer dos exercícios, quer de avaliações e realizam posteriormente os planos de treino e sua periodização de acordo com a disponibilidade dos alunos que frequentem outros ginásios.

“Neste momento, os clientes estão a regressar. Estão a perder o medo de voltar aos ginásios e estão também a perceber a mais valia dos treinos personalizados.” O personal trainer conta que durante a pandemia foi difícil conseguir cativar mais desportistas a experimentar o espaço porque as pessoas tinham muito medo de frequentar ginásios ou treinar fora de casa.

Agora, Ronilson sente que pode começar a pensar nos próximos passos: “O objetivo é consolidar a marca ART Studio para que as pessoas percebam o que é treinar num estúdio com as nossas competências e serviços. No futuro queremos criar outros espaços em locais estratégicos para chegar a ainda mais desportistas.”

O valor do ART Studio também não é equiparável ao dos comuns ginásios, até porque aqui pode fazer muito mais praticar desporto. “Oferecemos um serviço premium que não é para todas as pessoas”, diz Ronilson Sá. O estúdio funciona com treinos avulso ou packs. O valor mínimo mensal é de 160€ para uma sessão de treino por semana. O máximo que poderá pagar por mês são 460€ mas, neste caso, também estão incluídas sessões de osteopatia e de outros tratamentos. 

Uma das várias salas do estúdio ART.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT