Ginásios e outdoor

Este ginásio tinha um sistema que detetava a chegada da polícia — mas foi mesmo fechado

Foi encerrado pela ASAE, em Portalegre. No interior estavam seis clientes, todos sem máscara.
De fora parecia fechado.

Numa altura em que muitos portugueses começam a mostrar sinais de grande saturação com o confinamento que já dura há cerca de um mês e meio, começam a surgir cada vez mais notícias de pessoas que violam o dever de confinamento obrigatório para manter algum tipo de rotina, como ir ao ginásio.

Foi o que aconteceu em Portalegre, mas com pormenores dignos de um filme de Hollywood. A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) revelou que encerrou um ginásio na cidade, que estava a funcionar, violação das regras impostas pelo decreto do Estado de Emergência.

O que distingue este caso de outros semelhantes é o sistema encontrado no interior do ginásio. Para evitar a chegada inesperada das forças de segurança, os proprietários do espaço tinham coberto todas as janelas do ginásio, implementado um rigoroso sistema de entradas camufladas e instalado um sistema de videovigilância para controlar todas as movimentações no exterior do ginásio.

De nada serviram estes mecanismos, já que a ASAE chegou ao espaço e verificou o seu funcionamento. Lá dentro encontravam-se seis clientes a treinar, todos sem máscara, revela a ASAE, citada pela “Rádio Renascença”.

De acordo com a mesma fonte, o ginásio foi compulsivamente encerrado. Proprietário e clientes foram identificados e multados.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT