Ginásios e outdoor

Este novo projeto quer fazer de Lisboa um ginásio ao ar livre durante o verão

Há um atrelado que vai andar pela cidade. À hora marcada, tem um ginásio à sua disposição, tudo outdoor.
Um projeto diferente.

Lisboa no verão é cidade com sol, que merece ser explorada ao ar livre. E isto inclui a hora de treinar. Foi a pensar nisso que nasceu o NewMove, projeto que quer tornar a capital um improvisado ginásio, e isto inclui material como halteres e discos que, por uma questão de peso, dificilmente seria opção para os maiores amantes de treino outdoor.

O projeto é uma ideia da NewMe. O mentor, Nuno Mendes, conta à NiT que começou a ser pensada ainda no ano passado mas “ficou na prateleira com a pandemia”. A pandemia ainda não desapareceu mas o atual contexto permite já juntar pessoas a treinar, ainda para mais no exterior.

“Não sou da opinião que os ginásio sejam um sítio perigoso mas a verdade é que a procura pelo treino ao ar livre aumentou bastante. E houve muitos alunos que já não querem voltar ao ginásio mas sentiam necessidade de trabalhar com cargas. E isto também vem dar resposta a isso”, destaca Nuno Mendes.

O conceito é tendência em países como a Nova Zelândia ou EUA há uns anos. Cá ainda não tinha sido tentada nestes moldes mas Nuno Mendes acredita que tem tudo para vingar. A NewMove é lançada no próximo dia 24 de maio e prolonga-se até ao final de julho. Correndo tudo bem, pode manter-se a funcionar para lá do verão.

“A ideia não é funcionar só no verão. Em Lisboa temos uma média de 300 dias por ano sem chuva. Estamos ainda em fase de teste, para perceber a aceitação deste conceito. Mas a nossa perspetiva é que vamos poder voltar já em meados de setembro e depois parar só nos meses de inverno”, conta.

O atrelado da NewMe é o trunfo para que a iniciativa vingue. É o que permite transportar os tais pesos que com que dificilmente conseguiríamos treinar lá fora.

O atrelado.

A isto, junta-se o trabalho de um instrutor, que vai dinamizar os treinos em grupo. Se procura algo mais específico, há toda a margem para ver com o instrutor a abordagem que lhe for mais conveniente.

A adaptalidade não é só em termos de cenário, é também na abordagem ao próprio treino. Não precisa de ter grande experiência em ginásios para poder aventurar-se. Se já tiver e souber exatamente o que prefere trabalhar, pode planear algo mais à sua medida com a ajuda dos instrutores.

A partir da próxima semana já se poderá inscrever no site. É lá também que as marcações podem ser feitas para as aulas da semana em que está e para a seguinte. Não há fidelização ou valores de inscrição. Na prática pode experimentar uma semana e voltar a tentar um mês depois.

O horário também já é conhecido. Tem aulas de grupo com lotação máxima de 10 pessoas (5€ por treino), regime de treino ivre (5€ ) e treino personalizado (35€ ). Nos dias úteis há sessões de treino às 07h15, 08h15, 11h, 13h, 18h00, 19h ou 20h — aos sábado as sessões de treino decorrem às 9h, 10h e 11 horas.

Os locais escolhidos são zonas de Lisboa que já têm algumas condições, e até tradição, para treino. À segunda e quinta-feira, o ginásio vai andar pelo Parque das Nações. À terça e sexta-feira o ponto de encontro é em Belém, junto ao Café In. Ao sábado é a vez do Jamor. Às quartas-feiras há sempre surpresa. Nuno Mendes revela apenas que será sempre algures pela Grande Lisboa e ao ar livre, claro. 24 horas antes do treino, será revelado nas redes sociais onde pode ir treinar. É estar atento. E aproveitar o bom tempo para treinar.

O mentor da ideia.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT