Ginásios e outdoor

Flow Lab: o novo estúdio que aposta numa versão mais intensa e eficaz de Pilates

O espaço abriu em Matosinhos e aposta no Reformer Pilates, uma versão da modalidade feita em máquinas. Mas há mais para fazer por lá.
Foi inaugurado a 22 de abril.

Para muitos, o Pilates é feito no chão, sob um tapete, com poses e movimentos que são duros, mas que ajudam a melhorar a flexibilidade. E terão razão, mas é mais do que isso. Basta olhar para o Reformer Pilates, uma variante mais intensa e mais eficaz do Pilates tradicional — e que é feito numa máquina que permite uma maior variedade de exercícios. Foi nesta versão que Carla Veiga, aos 47 anos, se inspirou para inaugurar o Flow Lab, o mais recente estúdio de Reformer Pilates, inaugurado em Matosinhos a 22 de abril.

A empreendedora formada em Gestão já morou um pouco por todo o mundo. Mudou-se para os Estados Unidos, depois esteve durante três anos em Estocolmo e durante outros dois viveu em Londres. Uma coisa que manteve em comum em todos os países por onde passou foi o facto de nunca deixar de praticar Pilates.

“Já o faço há muito tempo, não faço ideia há quanto, mas a realidade é que a prática da modalidade é muito diferente lá fora, quando comparada com Portugal. Voltei para o Porto, a minha cidade natal, em 2016, e desde aí que senti sempre muita falta do tipo de aulas que fazia dantes. São sessões mais dinâmicas, com menos pausas e sempre em grupo, o que acho muito divertido, criava um ambiente super diferente.”

Desde essa altura que ficou com essa ideia na cabeça, mas nunca passou disso. Entretanto, no ano passado começaram a surgir os primeiros estúdios neste formato. Foi quando Carla decidiu dar um passo em frente: “Achei que era agora ou nunca, sei que se não tentasse me ia arrepender mais tarde e acabei por avançar.”

“Consegui por em prática tudo aquilo que gostava de fazer, tendo as aulas com mais do que uma pessoa e sem períodos mortos, de modo a que os 50 minutos possam ser aproveitados da melhor forma”, nota.

O facto de as sessões não serem de um para um, ou seja, apenas de instrutor e aluno, faz também com que o serviço se torne mais barato, o que permite que pessoas que nunca o tenham experimentado devido ao custo elevado, tenham agora uma nova oportunidade para o fazer.

No total o espaço conta com 110 metros quadrados e tem duas divisões. A sala principal é composta por seis máquinas reformers, o foco principal do estúdio. Para quem não está familiarizado, são uma espécie de plataforma deslizante com molas ajustáveis, roldanas, correias e uma barra. Estes elementos funcionam em conjunto para criar um sistema de resistência que permite trabalhar vários grupos musculares em simultâneo, proporcionando um treino completo para todo o corpo.

Já a sala mais pequena foi aproveitada para receber as aulas de Mat Pilates (o tradicional Pilates no tapete), Yoga e Barre — uma modalidade que é feita com uma barra na parede e junta exercícios de ballett, dança e fitness. O objetivo é que as pessoas possam experimentar diferentes propostas sem terem de sair do mesmo sítio.

A decoração foi pensada pela fundadora, em parceria com a sua irmã, que é designer, e seguiu sempre uma lógica muito minimalista e acolhedora. “Ainda sou muito influenciada pela altura que morei em Estocolmo, penso sempre nas coisas com uma perspetiva escandinava, e aqui não foi diferente.”

Tirando os equipamentos, todos os materiais utilizados são naturais e sustentáveis. “Quer os tapetes, quer os blocos de ioga e outros elementos utilizados são de marcas com uma pegada ecológica menor.” Já as paredes, todas têm tons neutros, passando pelos brancos, cinzas e alguns apontamentos terracota.

Mesmo que o estúdio seja focado nas aulas de grupo, também pode ter sessões individuais, focadas nos próprios objetivos ou então em processos de recuperação mais específicos. Caso queira experimentar o novo estúdio de Reformer Pilates, em Matosinhos, saiba que todas as marcações são feitas online, menos as das aulas individuais, que têm de ser marcadas consoante a disponibilidade do espaço e dos professores.

Atualmente o Flow Lab conta com cinco profissionais, para que os visitantes possam ir experimentando todas as aulas e percebam aquelas que gostam mais e com as quais se sentem mais confortáveis. “A verdade é que a intensidade também depende sempre da pessoa que comanda a sessão, uma vez que todos têm formas diferentes de trabalhar.”

A primeira aula custa sempre 10€, independentemente de qual seja a modalidade escolhida. Depois, no Pilates Reformer pode optar por comprar aulas avulso (25€) ou um dos quatro packs disponíveis: o de 5, 10 e 20 sessões, que custam 120€, 230€ e 440€, respetivamente. No caso do Mat Pilates, Yoga e Barre, também existem aulas avulso (15€), e os mesmos pacotes, que aqui valem 70€, 135€ e 260€.

Carregue na galeria para conhecer melhor o Flow Lab.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. Dr. Afonso Cordeiro 683
    4450-289 Matosinhos
  • HORÁRIO
  • Segunda a sábado, das 7h50 a 20h30
PREÇO
A partir dos 15 euros
TIPO
Ginásio

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT