Ginásios e outdoor

Foi pasteleiro, bodybuilder e agora quer levar o Pilates ao Montijo

Gabriel Matos percebeu que havia uma lacuna no mercado e abriu a Health Clinic Pilates a 25 de março.
A novidade do Montijo.

Não há rua que não tenha um café, um Multibanco e, por estes dias, também um estúdio de Pilates. Exageros à parte, o que é certo é que a moda veio para ficar e abrem cada vez mais espaços especializados na modalidade, até há uns anos vista como algo que era apenas para pessoas mais velhas. Os benefícios para a saúde e para contrariar um estilo de vida sedentário que nos afeta a postura e a elasticidade, o Pilates tem-se revelado opção para muitos. 

Aos 27 anos, Gabriel Matos percebeu que na sua rua ainda não havia um estúdio. Vai daí, puxou da inspiração e abriu o seu próprio espaço. Abriu a Health Clinic Pilates a 25 de março. “Vivo no Montijo há sete anos e sou personal trainer há dois, mas sempre estive muito relacionado com a vertente clínica da modalidade”, conta em entrevista à NiT. 

Embora a mãe do fundador já vivesse em Portugal há vários anos e ele sempre tivesse o objetivo de a acompanhar assim que atingisse a maioridade, foi uma relação amorosa que o fez tomar a decisão final de atravessar o Atlântico. O namoro acabou por resultar num casamento. Essa relação terminou, mas a ligação ao País não cessou- “Aqui sinto-me em casa”, confessa.

Já o gosto pela atividade física sempre foi um dado adquirido e desde muito cedo. A mãe foi atleta profissional de futebol, licenciada em Educação Física e hoje é também personal trainer. Mas nem a herança familiar o fez enveredar imediatamente pelo desporto: é que trabalhou durante vários anos como pasteleiro.

“Quem sabe se no futuro não penso noutro negócio na área da pastelaria. Acho que fico muito dividido, na verdade. Não descarto por completo essa hipótese”, confessa. Mas para já, prefere manter-se pelo Pilates e pelo desporto. “Quero focar-me nisso. Vou tirando várias formações e quero fazer uma licenciatura na área também”.

Espaço abriu a 25 de março

“Sempre ouvi as pessoas queixarem-se da falta deste tipo de espaço noutras localidades que não na capital”, explica sobre a ideia de lançar o estúdio no Montiko. “Preferi abrir uma clínica que ainda não existia aqui, do que apenas mais uma em Lisboa.”

Sobre o estúdio, garante que proporciona um serviço “sempre muito personalizado” com preços “abaixo da média”. Por lá pode fazer pilates clínico — o mais tradicional, praticado no chão, onde são utilizadas apenas algumas máquinas — mas também o pilates exclusivo em máquinas, mais localizado e mais direcionado para o tratamento de patologias. 

No espaço de 100 metros quadrados pode fazer também sessões de ioga e naturopatia, medicina alternativa que coloca o foco em práticas alternativas. Por fim, existem treinos personalizados, massagens desportivas e serviços de nutrição. 

Gabriel, que também foi culturista, precisou de lesionar para reconhecer o poder do Pilates. “O meu treino de base é totalmente oposto ao do Pilates. Foi por conta de lesões que me aproximei desta prática”, nota. “Quando me apercebei das suas consequências comecei a investigar muito mais sobre a disciplina e apercebi-me de que era uma área já muito praticada no Brasil e que, em Portugal, começava a ser cada vez mais bem recebida. Curiosamente, está a ser uma área também muito mais presente na fisiocultura.”

Embora o espaço seja recente, Gabriel já sabe o que pretende fazer mais para a frente. A Madeira poderá ser o próximo local a investir. Mas por agora, é no Montijo que está o ganho. Os preços dos serviços variam consoante as sessões e a regularidade. Por exemplo, uma sessão de Pilates em máquinas custa 50€, duas sessões 90€ e três 140€. Pode sempre optar pelos packs de 10, 20 ou 50 sessões, a 400, 700 ou 1500 euros.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. Bulhão Pato 54
    2870-257 Montijo
  • HORÁRIO
  • Segunda a sexta das 9:00 às 21:00
  • Sábado das 9:00 às 13:00

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT