Ginásios e outdoor

Há uma petição para manter os ginásios abertos durante o novo confinamento

O setor do fitness foi um dos mais afetados entre março e junho do ano passado.
Atenção, atenção.

Os ginásios e clubes desportivos fecharam portas em março do ano passado, face à pandemia de Covid-19. Quando Portugal decretou o desconfinamento, foram dos últimos espaços a reabrir e um dos setores mais afetados. Agora, com a notícia de que o País vai iniciar um confinamento do mesmo género, surge uma petição online para evitar o encerramento destes locais.

“O Desporto e a Atividade Física são fundamentais no combate à Covid-19, não deixes que fechem o teu clube desportivo e ou ginásio. Segundo vários especialistas, o Desporto e a Atividade Física promovem hábitos de vida saudável, reforçando não só a condição física e o bem-estar, bem como o conforto mental e social”, pode ler-se na descrição da petição online.

No mesmo texto, o criador da petição, cujo nome não é conhecido, faz referência ao Comité Olímpico de Portugal, que diz que “o Governo tem deixado o desporto abandonado e desprezado durante a pandemia de Covid-19” e alertou para uma quebra muito significativa, estimada em 52 por cento, nos indicadores da prática desportiva no País. 

Cita também Nuno Miguel Guimarães, Bastonário da Ordem dos Médicos, que já referiu que “o desporto não é o local onde as infeções se estão a propagar” e que “devia haver mais respeito pelo desporto”.

Junta-te a esta causa, assina a Petição – Não ao Fecho dos Clubes Desportivos”, lê-se, numa tentativa de evitar que os ginásios e clubes encerrem a partir de quinta-feira, 14 de janeiro. A petição está a ser divulgada por alguns nomes conhecidos na área do fitness, como Álvaro Lopes, fundador das escolas de dança Jazzy Dance Studios. Até à data, a petição soma 8.280 assinaturas.

A petição surge numa altura em que também a Portugal Activo, a AGAP — associação que representa as empresas de ginásios —, defende que é fundamental para os portugueses continuarem a praticar exercício físico e que os ginásios devem manter-se abertos, mesmo em caso de um novo confinamento geral.

Em comunicado, no início desta semana, revelou que “está a acompanhar com toda a atenção a evolução da situação pandémica em Portugal” e que, mesmo perante um cenário de um novo confinamento geral, “é fundamental permitir aos portugueses que continuem a praticar exercício físico”.

“Acreditamos que estão reunidas todas as condições para que os clubes de fitness se possam manter abertos e estar à disposição para a prática de actividade física. O impacto de um novo confinamento pode representar uma situação irreversível para a saúde dos portugueses”, alerta a associação.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT