Ginásios e outdoor

Já pode reciclar as suas radiografias antigas — o planeta agradece

A Assistência Médica Internacional organizou esta campanha que estará a decorrer até ao dia 27 de junho.
Esta iniciativa já recolheu mais de 1600 toneladas de radiografias em farmácias.

É bem possível que ainda tenha lá por causa uma coleção de radiografias da família. Algumas até já sem valor de diagnóstico ou até mesmo desatualizadas. Se em algum momento se perguntou o que fazer com elas, a Assistência Médica Internacional (AMI) tem a solução. E todos vamos beneficiar.

Para celebrar o Dia Mundial do Ambiente, no sábado, dia 5 de junho, a AMI lançou a 25.ª Campanha de Reciclagem de Radiografias. Desde a sua primeira edição, em 1996, que a campanha “tem a dupla finalidade de contribuir para a proteção ambiental”, evitando que as radiografias contribuam para a contaminação do meio-ambiente; “e angariar fundos para financiar os projetos desenvolvidos pela instituição”. 

Como este ano não é exceção, até ao dia 27 de junho poderá entregar nas farmácias parceiras da campanha, radiografias com mais de cinco anos ou sem valor de diagnóstico. A recuperação da prata contida nas radiografias, explica a AMI, “permite evitar a deposição destes resíduos em aterro sanitário, ao mesmo tempo que permite reduzir a extração de prata na natureza e as nefastas consequências que esta atividade tem”.

A entrega das radiografias nas farmácias aderentes é um gesto simples que o livra de um objeto que provavelmente tem estado perdido num dos cantos da sua casa e que o torna mais amigo do ambiente.

Embora esta campanha tenha o apoio de farmácias, centros de saúde e hospitais portugueses, no período previsto (de 5 a 27 de junho), pode entregar durante todo o ano as radiografias em qualquer das instalações da AMI ou em Farmácias que façam, efetivamente, a recolha anual.

Pode encontrar mais informações na secção online do projeto Reciclagem de Radiografias, no site oficial da Assistência Médica Internacional.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT