Ginásios e outdoor

Maior campo de basquetebol de rua da Europa fica em Braga e é uma obra de arte

Criação do artista Contra abre em breve e vai poder jogar gratuitamente.
Fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes.

O polidesportivo de São José no bairro das Enguardas, Braga, é agora um espaço único. Nasceu ali o maior campo de basquetebol de rua, numa obra que junta desporto e arte.

O projeto desenvolvido pela Hoopers em parceria com a câmara municipal de Braga deu ao artista Contra uma tela de exceção. O street artist membro do Coletivo Rua já antes mostrara em murais a sua arte entre o graffiti e o abstrato. Aqui teve uma oportunidade em grande escala para mostrar o seu talento. Ao todo foram mil metros quadrados que o artista pôde explorar.

O resultado é um espaço fora do comum, que fará as delícias de qualquer fã de basquetebol. Entre linhas e cores criativas, o espaço conta não com um mas com três espaços privilegiados para uma disputa amigável.

A intervenção no campo começou no passado dia 10 de julho e foi agora concluída. O novo espaço abre oficialmente a 10 de setembro ao público, altura em que as pessoas poderão desfrutar do espaço de forma gratuita.

O novo recinto de rua conta com também com o primeiro campo exclusivo de 3×3 em Portugal, com medidas oficiais e preparado para receber competições da FIBA, entre outras utilizações possíveis. A Robbialac, a Repertintas, aSports Partner e o IPDJ estão entre as marcas e entidades que colaboraram num projeto que envolveu um esforço da comunidade — e para a comunidade.

André Costa, fundador da Hoopers, realça que “o envolvimento da comunidade é um dos aspetos fundamentais neste tipo de intervenções”. “A forma como as pessoas acolheram os artistas mostra que esta é uma comunidade especial e que este projeto vai dar mais vida ao bairro”, realça.

Não por acaso, moradores mais novos e menos novos do bairro foram acompanhando ao longo das últimas semanas a mutação do espaço a cargo de Contra.

Sameiro Araújo, vice-presidente do município de Braga, realça em comunicado que a autarquia percebeu de “imediato o enorme potencial do projeto” e congratula-se pelo resultado que, além de criativo, vai “também fomentar a prática informal dos jovens e a dinamização” do bairro. Esta iniciativa acompanha outras similares a nível europeu, como é o caso do campo Pigalle, em Paris.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT