Ginásios e outdoor

Marcha nórdica: o método de 1994 voltou e está a ser usado para manter a forma

Trabalha todos os músculos, queima calorias e ainda ajuda a combater o stress.
Vale a pena experimentar.

Há quem não consiga viver sem as aulas de spinning, quem não passe um dia sem gastar meia hora na passadeira e até existem pessoas que vão duas vezes por dia ao ginásio. De um lado oposto estão aqueles que não dispensam a prática desportiva ao ar livre — é aqui que entra a marcha nórdica.

Do que é que estamos a falar? De uma das tendências do mundo fit de 2020. O nome pode não lhe dizer nada, mas a verdade é que este tipo de caminhada é praticado na Europa há duas décadas.

Estávamos em 1994 quando Marko Kantaneva, treinador de desportos finlandeses, deu a conhecer um método de marcha com recurso a bastões inspirados no ski de fundo. Na altura, complementava este método com exercícios para manter e melhorar todas as capacidades físicas.

Em 2000, o desporto tornou-se bastante popular em França. Nove anos depois, foi regulamentado pela Federação Francesa de Atletismo.

Agora, num dos anos mais atípicos, devido à pandemia de Covid-19, este tipo de marcha volta a estar na moda — até tem sido notícia na imprensa internacional, como a revista espanhola “Glamour”.

Usam-se bastões especiais.

No que consiste e quem pode fazer?

Há uma coisa que deve saber já: a marcha nórdica não se resume a colocar um pé à frente do outro. Pratica-se com ajuda de bastões concebidos especialmente para este desporto.

“Os bastões permitem uma projeção mais rápida para a frente e exercitam toda a musculatura. Ao invés da caminhada na natureza, os bastões não são colocados na vertical, à frente do corpo, mas são sim orientados com as pontas para trás, tal como no ski de fundo”, pode ler-se no site da Decathlon.

Com a ponta orientada para trás, os bastões são colocados no eixo da marcha, entre os dois pés. Assim, executam a sua função de forma perfeita: impulsioná-lo para a frente enquanto empurra com os braços.

Este acessório permite que a deslocação seja rápida. Além disso, traz uma série de benefícios para o corpo e para a mente: é uma forma de trabalhar quase todos os músculos (cerca de 90 por cento), queimar calorias e ainda combater o stress. 

Também consegue desafiar a resistência, força, flexibilidade, coordenação, postura e equilíbrio. No fundo, é um exercício cardiovascular completo — e ainda está inserido num ambiente de ar puro.

A caminhada nórdica serve tanto para as mulheres como para os homens, dos desportistas aos sedentários que desejam fazer alguma coisa pela sua saúde e iniciar uma atividade física.

“Seja qual for a idade, a condição física e de saúde, existe sempre uma fórmula adaptada. Cada pessoa deve iniciar-se à caminhada nórdica de acordo com as suas capacidades, em função dos seus objetivos e resistência física.”

Contudo, é importante ter o equipamento certo. Do calçado aos batons, tudo influencia. Tanto encontra à venda bastões de 17€ como de 50€.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT