Ginásios e outdoor

O impressionante treino de Orlando Bloom que o ajudou a superar uma lesão na coluna

Aos 19 anos, o ator sofreu um acidente que podia ter sido fatal. Os médicos disseram-lhe que talvez que não voltasse a andar.
O ator demonstra que os anos não passam pro ele.

Na semana passada, Orlando Bloom deixou o Instagram em alvoroço. E não, não fez uma revelação bombástica, nem publicou (mais) uma fotografia em tronco nu. Partilhou alguns vídeos dos seus exercícios que não deixaram os seguidores indiferentes. A rotina de treino do ator é impressionante. Nas imagens, surge a trabalhar os bíceps, abdominais e costas com um treinador e o desconforto que manifestou mostrou como o treino foi duro. Uma rotina exigente e notável dado o historial clínico do ator. A estrela de “Piratas das Caraíbas” refletiu sobre quão longe chegou fisicamente, escrevendo: “Tive uma grave lesão nas costas quando tinha 19 anos e os médicos disseram-me que nunca mais voltaria a andar”.

Não foi a primeira vez que Bloom fala sobre a lesão quase fatal e que mudou a sua vida. Aconteceu em 1998 quando tinha apenas 19 anos. No verão do ano passado partilhou uma fotografia sua, muito jovem e a andar de bicicleta em que aparecia com um colete ortopédico. A imagem deu azo a muitas perguntas, que o mesmo respondeu. 

“Este sou eu o meu colete em 1998, três meses depois de ter caído de três andares e de ter dado cabo da minha coluna, escapando por pouco à morte e à paralisia… Sou grato todos os dias pelos meus membros que me permitem desafiar os meus limites e viver uma vida desafiante (mais segura agora)”, pode ler-se na conta de Bloom.

O ator caiu de uma altura de três andares quando tentava chegar ao telhado de um edifício, trepando por um cano, que acabou por ceder e que lhe provocou graves ferimentos no corpo. 

Numa entrevista em 2005, Orlando, na altura com 44 anos, falou sobre o acidente e disse que até então “não tinha uma apreciação saudável pela vida nem pela morte”. “Passei quatro dias a equacionar a ideia de poder ter de viver numa cadeira de rodas para o resto da minha vida. Passei por momentos negros na minha cabeça”, frisou.

Esta lesão levou a que tivesse um novo olhar para a vida, mas não só. Além das sessões de fisioterapia, o ator refugiu-se no exercício físico para recuperar a mobilidade.

A nova rotina de treino de Orlando Bloom

A última partilha de Bloom relacionada com os seus treinos revelam os exercícios que faz para se manter em forma e sem prejudicar a antiga lesão. No primeiro vídeo, a estrela do Hollywood aparece a fazer bicep curls com uma barra com 10 quilos de cada lado. Apesar do esforço ser visível, a sua postura era sólida: trouxe a barra acima do peito e de volta à anca, concentrando-se claramente na respiração e mantendo os braços ancorados enquanto elevava o peso até ao nível dos ombros.

No segundo clipe, o ator de “Senhor dos Anéis” foca-se nos abdominais. Para isso recorre a uma Ab Wheel, que trabalha o abdómen, costas e braços ao mesmo tempo. O treino é ótimo para a estabilidade geral, mas o recurso a este equipamento tem outras vantagens, como explicou a personal trainer Sara Monteiro à NiT.

“Para adotar uma postura correta e evitar dores nas costas torna-se importante fortalecer a região abdominal no dia a dia, ação que pode ser facilitada e intensificada por este acessório.” Outras vantagens são “o fortalecimento da região lombar, o recrutamento de outros músculos como o grande peitoral, a melhoria da mobilidade e coordenação e, claro, a facilidade que temos em transportar o acessório para qualquer sítio”, aponta a PT do FiTejo.

No terceiro vídeo que partilhou Bloom usa uma máquina de cabos para fortalecer e tonificar os seus músculos das costas. Durante estes exercícios, realizados em tronco nu, acabou por revelar a cicatriz do acidente.

Se ao olhar para as costas do ator se lembrou das dores que costuma sentir nesta zona, saiba que são muito comuns, especialmente as que atingem a zona lombar. Às vezes não lhes damos grande importância, esperamos que passem naturalmente e muitas vezes atribuímos a sua origem a um ‘mau jeito’ durante o sono ou a um peso que levantámos.

Tiago Malta preparou um treino específico que ajuda a acabar com as dores de costas. Carregue na galeria para conhecer os exercícios recomendados pelo personal trainer.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT