Ginásios e outdoor

O novo estúdio de ioga em Lisboa para quem quer mudar mesmo de vida

O Sacral&Heart Yoga foi criado por Filipa Verol de Araújo, que deixou a arquitetura para perseguir o sonho de ser coach e instrutora de ioga.
Filipa decidiu mudar de vida aos 32

Filipa Verol de Araújo correu o mundo. Passou pelo Brasil enquanto se formava em arquitetura, trabalhou em Londres e na China, mas acabou por regressar a Portugal. Nem sempre para fazer o que queria, até porque não se sentia feliz. 

“Não podia usar a minha criatividade e comecei a sentir-me desmotivada”, explica à NiT a arquiteta de formação, de 34 anos. Ao fim de vários anos a trabalhar em várias áreas, decidiu parar. “Percebi que tinha que o fazer, tirar um tempo e tentar perceber o que queria fazer. Faltava-me qualquer coisa.”

Praticava ioga há vários anos, mas nunca passou de um passatempo que a fazia sentir-se melhor. “Sempre fui uma pessoa ligada ao meu bem-estar. Sempre me preocupei. Não foi algo que surgiu de repente”, nota. À procura de um dia a dia melhor, fez uma pausa no trabalho e deixou-se levar.

Infelizmente, esse período coincidiu com o arranque da pandemia, mas nem isso a travou. Começou por fazer uma formação como coach de saúde e os novos ensinamentos fizeram-na perceber que “estava tudo muito ligado ao ioga”. Decidiu, então, fazer também uma formação para conhecer o outro lado. Já era aluna, agora seria ela a passar os ensinamentos.

Fez as malas e foi dois meses para o Dubai que, ao contrário do resto do mundo, não estava fechado por causa da pandemia. Regressou cheia de vontade e começou a dar aulas em 2021, primeiro particulares, depois a grupos ao ar livre. Chegou finalmente o inverno e o momento de abrir um estúdio em Lisboa, nas Laranjeiras, para servir de abrigo às aulas daquilo a que chama Sacral & Heart Yoga.

“Voltei do Dubai super entusiasmada e comecei a trabalhar mais com mulheres. Primeiro, porque são as mulheres que mais procuram este tipo de serviços. Depois porque quase todas as sequências de ioga que criava eram quase todas focadas nas ancas, na abertura das ancas”, conta.

É precisamente nas ancas, diz, que “guardamos as nossas emoções negativas”. É também uma parte do corpo “muito associada à sexualidade, à criatividade e ao feminino.” Foca-se também na zona pélvica, pela importância que tem para as mulheres. “É uma zona que pede muito reforço.”

Não se pense que as aulas de Filipa são vedadas a homens. Eles também recorrem aos seus serviços, mas normalmente optam pelas aulas particulares, que a instrutora oferece, a par das aulas de grupo. Nesse caso, as aulas “são desenhadas exclusivamente para a pessoa em questão”.

As facetas de coach e de instrutora de ioga são indissociáveis. Filipa tenta “ajudar as pessoas a conhecerem o seu corpo, a respiração, a perceberem quais são as suas necessidades”, que, diz, vão muito além da tradicional “alimentação e exercício físico”. “Olhamos para outras dimensões como a espiritualidade, as relações.”

Por espiritualidade, não aponta para a religião. “O espiritual não tem a ver com Deus nem nada disso. Pode ser só o apreciar um pôr-do-sol, que pode ter um grande impacto espiritual. Para outros pode ser ir à igreja e rezar. Há uma conexão de todas estas esferas que se tocam.”

Também por existir este cuidado especial, Filipa prefere manter os grupos pequenos. Se a aula for feita no exterior — normalmente no Keil do Amaral, em Monsanto —, quando o tempo convida, os grupos podem variar entre os oito a dez pessoas. Se a aula for dada no estúdio, não serão mais do que seis.

“Não gosto de ter mais pessoas porque gosto de poder apoiar todos o mais possível. Claro que é para isso que servem as aulas particulares, mas nem toda a gente pode fazê-las”, diz. “Com números reduzidos tenho a certeza que consigo chegar a toda a gente, caso haja uma posição mal feita, se alguém tiver necessidades especiais.”

As aulas de grupo têm dias e horários fixos e acontecem três vezes por semana: quarta-feira às 18h30; quinta-feira às 19h30; e sábado às 9h30. Têm uma duração de 1h15.a

Sobre os preços, pode fazer as aulas avulso pelo valor de 15€ (privadas custam 50€) ou por subscrição mensal: quatro aulas por mês custa 40€; oito aulas custam 60€. Caso prefira um apoio particular, pode ter direito a uma aula privada por semana, por 160€/mês. As inscrições podem ser feitas através do número do site ou do Instagram.

A arquiteta de formação é coach e instrutora de ioga

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT