Ginásios e outdoor

Para ganhar a aposta de uma viagem, Sara perdeu quase 20 quilos em apenas 3 meses

A jovem de Braga pesava 75 quilos. Atualmente, depois de uma reeducação alimentar, está com 57. E adotou um novo estilo de vida.

Aos 25 anos, Sara Gomes deixou de se reconhecer quando se olhava ao espelho. Em abril, depois de quatro anos a tentar perder peso, a jovem natural de Braga pesava 75 quilos. Tinha muita gordura acumulada na barriga e estava viciada em açúcar e fast food. Tudo mudou quando fez uma aposta com o namorado.

“Se chegar ao peso considerado saudável para mim, levas-me a Sevilha”, sugeriu Sara. O namorado concordou, desconfiado que ela não iria ser capaz de atingir o objetivo. “Andava há anos a tentar emagrecer e não conseguia, acabava por desistir. Por isso, ele pensou que seria apenas mais uma tentativa”, conta à NiT.

Porém, desta vez Sara estava determinada e procurou ajuda para conseguir vencer a aposta. “Marquei uma primeira consulta com a nutricionista Cátia Gomes e fiquei assustada. Tinha o metabolismo de uma pessoa com 40 anos.” A partir daquele momento já não era apenas o aspeto físico que estava em jogo, a técnica de call center corria sérios riscos de desenvolver doenças graves no futuro.

O choque com a realidade deu-lhe motivação para mudar e o plano realista traçado pela especialista em nutrição fez com que aguentasse o processo até ao fim. Deixou de comer fritos, bolos, francesinhas, sushi e fast food em geral, e passou a fazer escolhas mais saudáveis e conscientes. “Fiz uma reeducação alimentar e hoje em dia peso as quantidades necessárias que o meu corpo precisa”, explica.

De viciada em açúcar a um exemplo de alimentação saudável

A mudança não foi fácil. “Comia muito açúcar. Todos os dias comia um bolo ou um chocolate. E os primeiros dias foram muito difíceis. Parecia que o meu corpo pedia aquele doce no final das refeições ou ao pequeno-almoço”, lembra. Sara foi mais forte e conseguiu resistir à tentação.

A primeira refeição do dia foi a que sofreu mais alterações. Antes de iniciar o processo de emagrecimento, Sara comia um donut ou um croissant, logo pela manhã. Agora dá preferência a uma sandes com pão de cereais e fiambre de peru.

As dietas muito restritivas e “os pratos sem sabor” foram os principais obstáculos que não conseguiu superar nas tentativas anteriores de perder peso. Desta vez, conseguiu contorná-los. Aprendeu a preparar receitas saudáveis, mas que lhe davam prazer de comer. “Não vivo só de saladas e sopas. Aprendi que posso comer de tudo, com peso e medida, e que a comida saudável pode ser deliciosa”. Outro hábito que teve de adotar ao longo do processo foi a ingestão de água. “Antes bebia apenas um litro e meio porque achava que seria suficiente, mas como era pesada, o meu corpo precisava do dobro e isso foi outra das mudanças que fiz em prol da minha saúde”, recorda.

O foco e a determinação foram essenciais. Sara seguiu à risca os conselhos da nutricionista e assim que começou a ver resultados sentiu-se mais motivada. “Todos os alimentos que a Cátia indicou que devia evitar, não os comi mesmo. Ia a festas, ia almoçar e jantar fora e pedia sempre uma opção mais saudável e adequada ao meu plano.” A jovem não se permitiu a vacilar durante os primeiros meses. “Sabia que se fizesse o chamado ‘dia de folga’ ia deitar tudo a perder, porque isso já tinha acontecido no passado”, revela.

O exercício físico não ficou de fora. Sem acompanhamento de um profissional desta área, Sara procurou vídeos de treino do YouTube. “Fazia uma aula de zumba três dias por semana para tentar acelerar o meu metabolismo. Como passo o dia sentada este complemento era fundamental.”

Sara perdeu um total de quase 20 quilos, em apenas três meses. Resultado: teve de renovar o guarda-roupa. “Nada me servia, estava tudo enorme, tive de comprar algumas peças novas. Mas, desta vez, foi por um bom motivo”, diz orgulhosa.

A resistência física e o metabolismo da jovem de 25 anos “estão bem melhores”. Neste momento, já corresponde ao da sua idade real. O seu índice de massa corporal está nos 22,4, um valor proporcional à sua altura. A bracarense ganhou a aposta e o namorado cumpriu a promessa. Levou-a visitar a cidade do sul de Espanha no passado dia 8 de outubro.

Os benefícios da transformação, porém, não se resumem à viagem, nem são apenas físicos. Sara não tem palavras para descrever o impacto positivo que a mudança teve na sua autoestima e só consegue descrever todo o processo como “perfeito”. Contudo, não o considera concluído: passou a ser um estilo de vida que se tornou rotina.

Carregue na galeria para ver mais imagens do antes e depois de Sara.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT