Ginásios e outdoor

Praias e falésias. É assim o trilho que vai querer fazer em terras algarvias

O percurso de 11 quilómetros passa por maravilhosas paisagens, sempre à beira-mar.
São três horas e meia de percurso.

Se só vai ao Algarve por causa das praias, não sabe o que anda a perder. É certo que a região mais a sul de Portugal tem praias paradisíacas, mas não se resume a mar e areal onde se pode ficar deitado à esturra do sol. A verdade é que os trilhos e percursos pedestres da região figuram não só entre os mais bonitos de Portugal, mas até mesmo da Europa. E como no Algarve o sol costuma brilhar 300 dias por ano, não há desculpa nenhuma para não os ir conhecer.

O trilho do Pontal da Carrapateira é um dos mais belos percursos circulares da Costa Vicentina. São 11 quilómetros de percurso circular e, quanto à dificuldade, quem já o fez confessa que é fácil. Com início no Largo do Comércio da aldeia da Carrapateira, na costa ocidental do Algarve, é a desculpa perfeita para contemplar e experimentar de perto a relação tão próxima das gentes desta terra com o mar.

Ao longo de três horas e meia vai encontrar vários miradouros com vistas incríveis sobre as escarpas e os areais da Bordeira e do Amado, passando ainda pelas ruínas de um antigo povoado islâmico sazonal de pescadores. “É deslumbramento atrás de deslumbramento”, confessam Anabela e Alexandre, criadores do blogue “Vagamundos”.

Passando pela praia da Bordeira, vale a pena tirar um momento para ver as formas bizarras nas quais o mar esculpiu a areia. Já na Carrapateira, além de poder dar um mergulho no mar que tem vindo a deixar os banhistas e surfistas apaixonados, aproveite para ver a vegetação deslumbrante das dunas.

A partir daqui, as falésias começam a ganhar uma nova forma, já que, por ter rocha calcária, ganha buracos e cavernas pela ação da erosão do vento e do mar. Se anda à procura de um percurso pedestre no Algarve que “combine paisagens costeiras com formações rochosas de fazer cair o queixo e uma praia verdadeiramente cinco estrelas”, este é o trilho ideal para si. O casal já o fez o e considera-o “um dos melhores e dos mais bonitos da região”.

Deixamos, porém, o aviso de que, ao percorrer o Pontal da Carrapateira, encontrará vários desvios em direção ao mar. Sugerimos que tenha especial atenção à sinalética e que circule apenas pelos passadiços em madeira.

Para se aventurar a solo não se esqueça de levar roupa confortável, calçado adequado e água para ir bebendo ao longo do percurso. O caminho está assinalado, mas caso precise de ajuda, os bloguers “Vagamundos” disponibilizam um mapa no seu site, para ser mais fácil saber sempre onde está.

Carregue na galeria para descobrir algumas imagens deste trilho.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT