Alimentação Saudável

O alimento saciante (que até dá nome a uma dieta) e é fácil de juntar a qualquer prato

Há pouco tempo foi um fenómeno mundial por servir de base a um regime para perder peso. Mas é muitas vezes esquecido.
Ótimo para quem quer emagrecer.

Este legume é muitas vezes esquecido no fundo da gaveta do frigorífico. Ou porque não sabemos como o incluir nas receitas que fazemos diariamente ou, simplesmente, porque não o adoramos. Trate de arranjar forma de avivar a memória porque chegou a hora de se começar a lembrar mais vezes dele, sobretudo se está a tentar perder peso. 

Rico em vitamina C, que ajuda a reforçar o sistema imunitário, favorece também a absorção de ferro e a produção de colagénio. O alho francês é contém também vitaminas A e K, assim como manganês, um mineral que ajuda a minimizar o impacto do síndrome pré-menstrual. 

Com um sabor característico, este é um dos vegetais mais consumido no médio oriente. O travo é algo doce mas subtil e pode utilizá-lo para substituir a cebola, por exemplo. Até porque em termos de época de produção, estes revezam-se: quando não há colheita de alho francês (de maio a agosto) há colheita da cebola (de junho a setembro) e vice-versa.

Este vegetal tem vários benefícios para a saúde. Tem propriedades anti-inflamatórias e anti-cancerígenas e ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, uma vez que atrasa a absorção dos açúcares no trato intestinal e assegura o seu metabolismo pelo organismo. A nutricionista Bárbara de Almeida Araújo explica à NiT que, no que diz respeito à perda de peso, o alho francês pode ser um aliado já que é baixo em calorias — cerca de 31 por cada 100 gramas. É ainda fonte de água e fibra, ou seja, ajuda a promover a saciedade fazendo com que se sinta menos fome. 

É muito benéfico para a saúde, mas não é milagroso, sublinha a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo. Como já noticiamos, existe uma dieta muito popular em França que usa este vegetal como base e que promete uma perda (significativa) de peso em dois dias. O regime baseia na ingestão de uma sopa que funciona quase como um detox. Normalmente, é consumida durante dois dias e, muitas vezes, antes de um evento especial.

“Apesar de contribuir para a perda de peso, por si só, o alho francês não é milagroso — nem tão pouco é saudável seguir uma dieta apenas à base deste vegetal”, explica a nutricionista. “Mas, claro que dietas ricas em vegetais promovem a perda de peso, e isso não é diferente com o alho francês”, diz a nutricionista. A sua adição à alimentação contribui para o aumento da ingestão de vegetais e permite uma melhor gestão do peso ao longo do tempo. Não é apenas um bom alimento para incluir a dieta, é especialmente, um bom ingrediente para a saúde.

O alho-francês é conhecido pelos seus efeitos na luta contra a anemia e artrite reumatoide. Contribui para a eliminação do ácido úrico do sangue e ajuda a regular os sistemas imunitário e urinário. A nível respiratório, ajuda a atenuar os sintomas da bronquite e de sinusite.

Segundo a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, podemos e devemos introduzi-lo nas refeições do dia a dia para aproveitar a sua riqueza nutricional e o facto de ser baixo em calorias. Como? Salteado, à brás, na sopa, em estufados ou em quiches. Acompanha bem vários alimentos e pode passar a fazer parte integrante de todas as suas saladas e sopas: a imaginação é o limite, uma vez que o seu sabor combina bem com quase todos os outros ingredientes.

Se quer tirar o melhor partido deste legume e deixar de se esquecer dele na gaveta do frigorífico, carregue na galeria e descubra cinco deliciosas receitas que pode preparar com alho francês.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT