Saúde

A moda dos baloiços já chegou às clínicas — e os miúdos adoram

É uma estratégia diferente para entreter os mais novos enquanto esperam pela consulta.
A clínica no Porto tem um projeto inovador.
Os baloiços estão na moda e disso poucas pessoas têm dúvidas. Pode ser porque têm algumas das vistas mais incríveis ou simplesmente porque dão excelentes fotografias para as redes sociais — o que é certo é que existem cada vez mais exemplares espalhados por Portugal. Esta moda não se fica só pela natureza. Depois de chegarem a um restaurante na Ericeira, há agora um baloiço numa clínica no Porto.
 
A Clínica Parque da Cidade Júnior, que é dedicada à saúde oral das grávidas, bebés e crianças, dispõe de uma sala de espera totalmente dedicada a estas mulheres — com um baloiço, canto de leitura, espaços pedagógicos e dedicados às boas práticas de saúde oral. “O espaço, que agora é a sala de espera destinada às crianças, com um baloiço, antes era um espaço de reabilitação física”, conta Inês Guerra Pereira, uma dentista desta clínica, à NiT. O teto, onde se encontra atualmente o baloiço, era reforçado, visto que existiam máquinas que exigiam bastante resistência.
 
“A nossa arquiteta Ana Lobo teve a feliz ideia de aproveitar esse reforço para colocar o baloiço. Na altura, sabíamos que era uma excelente ideia, mas não com tanto impacto para o sucesso das nossas consultas”, revela.
 
O baloiço é uma parte integrante nas consultas das crianças mais difíceis que “começam mesmo no baloiço”. A sala onde se encontra este acessório está dividida em zonas com objetivos didácticos  —  o Clube Zero Cáries, o Escovódromo, o Céu das Chupetes e a Casinha Kids. “Toda a imagem da clínica foi pensada para transmitir calma aos pequenos”, acrescenta a médica.
 
 
O baloiço na clínica dentária é um sucesso, quer para os pais quer para os miúdos. “Todas as crianças, sem exceção, seja de que idade forem, adoram. Muitas delas já contam os dias até à consulta ou até pedem aos pais para ir à clínica”. É uma forma didática de levar as crianças ao dentista sem medo.  “Até eu, quando preciso de alguma inspiração, me sento no baloiço”.
 
Se a moda pegar, esta tendência poderá chegar a mais clínicas dentárias, mas Inês não se preocupa (antes pelo contrário). “A tendência deverá ser acreditar que devemos encontrar sempre as melhores estratégias para ajudar os mais pequenos, e os pais a sentirem-se o melhor possível numa clínica de medicina dentária”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT