Saúde

Álcool, refrigerantes ou carne crua podem aumentar o risco de vir a ter cancro

Oito coisas que descobrimos estarem ligadas ao cancro em 2021, desde cosméticos a desodorizantes, até aos hábitos alimentares.
Cancro é das doenças mais mortíferas.

O cancro é uma das doenças mais mortais na atualidade e as suas causas são uma incógnita para os milhares de cientistas que o estudam diariamente. Além de que todos os anos são descobertos novos cancros, em diferentes partes do corpo. A cura para a maioria deles ainda está longe de ser descoberta. No entanto, durante o ano de 2021 foram identificados alguns hábitos diários que podem aumentar o risco de vir a ter cancro. 

Os cientistas não compreendem completamente como funcionam as doenças oncológicas nem o que as causam exatamente. E também é difícil identificar as suas origens porque envolvem muitos fatores, incluindo a genética, o ambiente, o estilo de vida, e até mesmo o trabalho.

As substâncias cancerígenas continuam a aparecer em lugares inesperados, incluindo artigos domésticos e alimentares, devido à contaminação industrial.

Investigadores começam agora a compreender melhor as implicações que outras toxinas trazem para a saúde, como o caso dos pesticidas. Estudos recentes sugerem que os pesticidas podem aumentar o risco de cancro de forma hereditária, mesmo depois da exposição à substância já ter terminado.

Hábitos alimentares e do nosso quotidiano também mostraram ser bastante importantes no risco de desenvolver ou não cancro. Embora intrigantes, estes estudos não apontam diretamente para o que causa o cancro. No entanto, ajudam a compreender as correlações podem ajudar os cientistas a apresentar futuras questões de investigação para melhorar os nossos conhecimentos sobre a doença oncológica e a forma de a prevenir.

Carregue na galeria para ficar a par das oito descobertas feitas em 2021 sobre hábitos que podem aumentar o risco de cancro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT