« Álcool, refrigerantes ou carne crua podem aumentar o risco de vir a ter cancro

Consumo de álcool, mesmo que moderado

Embora o álcool tenha sido há muito classificado como cancerígeno, a investigação continua a apoiar a teoria de que pode não haver quantidade segura para beber.

O consumo de rotina, ainda que moderado, está ligado a um risco mais elevado de cancro, segundo estudo publicado em julho no "The Lancet Oncology".

Investigadores da Agência Internacional de Investigação do Cancro descobriram que um total de 741.300 novos casos de cancro a nível mundial, no ano passado, estavam relacionados com o álcool.

Bebendo apenas duas bebidas alcoólicas por dia, o estudo descobriu 103.000 novos casos de cancro em 2020.

Mas ainda vale a pena reduzir o consumo de álcool, uma vez que mais de duas bebidas alcoólicas por dia é ainda mais arriscado, sugerem as evidências. O consumo excessivo — seis ou mais bebidas por dia — foi o maior responsável, ligado a quase metade de todos os casos de cancro relacionados com o álcool em 2020, de acordo com o mesmo estudo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT