Saúde

Alerta tea lovers: beber chá todos os dias pode ajudar a prevenir a diabetes

A doença afeta milhões em todo o mundo e resulta do estilo de vida aliado a causas genéticas. Este hábito simples pode preveni-la.
Talvez seja melhor aumentar a quantidade.

Beber chá é um hábito de muitos portugueses, sobretudo quando o tempo começa a arrefecer. Mas talvez seja melhor aumentar a quantidade que ingere desta bebida. Ao que parece, beber cerca de quatro chávena por dia contribui para reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

“Os resultados são motivadores porque sugerem que as pessoas podem fazer algo tão simples como beber quatro chávenas de chá por dia para, potencialmente, diminuírem o risco de desenvolverem diabetes tipo 2”, explicou Xiaying Li, professor da Universidade de Ciência e Tecnologia de Wuhan na China e o autor principal do estudo que será apresentado no próximo domingo, 23 de setembro, na reunião anual da Associação Europeia para o Estudo do Diabetes, em Estocolmo, Suécia.

Este hábito pode reduzir o risco em 17 por cento ao longo de 10 anos, conclui a investigação. “Se à chávena de chá juntar leite, o efeito protetor pode ser ainda maior”, revelou o investigador. Esta sugestão resulta de dados obtidos de estudos anteriores que comprovam que os produtos lácteos também podem ter um efeito antidiabético.

As conclusões foram obtidas através da análise de 19 estudos que relacionavam o consumo de chá com a diabetes. Foram analisados os dados de mais de um milhão de adultos de oito países dos diferentes continentes e os resultados apontaram para a existência de uma “associação linear significativa” entre beber chá preto, verde ou Oolong — um chá tradicional chinês — e um risco reduzido de se tornar diabético.

Em comparação com as que não bebiam chá, as pessoas que bebiam uma, duas ou três chávenas por dia tinham um risco reduzido de 4 por cento. Aqueles que consumiam quatro ou mais chávenas por dia corriam 17 por cento menos risco de desenvolver diabetes tipo 2. A correlação é consistente em ambos os sexos.

A razão desta proteção é atribuída às caraterísticas das folhas que dão origem à bebida. “É possível que determinados componentes do chá, tais como os polifenóis, contribuam para reduzir os níveis de glucose no sangue, mas é necessária uma quantidade suficiente destes compostos bioativos para que sejam eficazes”, referiu Li.

A diabetes tipo 2 representa 90 por centos dos casos da doença em todo o mundo (quase 400 milhões de adultos). É uma condição adquirida que resulta do estilo de vida aliado a causas genéticas. Alterando os hábitos pode-se prevenir ou retardar o seu desenvolvimento e as complicações que vão aparecendo na sequência do diagnóstico.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT