Saúde

Autarquias já preparam encerramento de centros de vacinação

Com o processo de vacinação avançado, espaços serão desativados. Centros de saúde assumem o processo.
Vacinação cá começou a 27 de dezembro.

Com mais de 70 por cento da população com o plano de vacinação completa, e cerca de 80 por cento com pelo menos uma dose tomada, Portugal colocou-se entre os países no mundo onde o processo de vacinação contra a Covid-19 está mais avançada.

Como parte essencial deste esforço, vários centros de vacinação têm funcionado pelo País fora, muitas vezes em coordenação com as autarquias locais. Nesta fase, com o processo já adiantado, algumas autarquias já preparam a desativação dos centros de vacinação. O esforço logístico vai assim concentrar-se cada vez mais nos centros de saúde.

O “Público” revela esta terça-feira, 24 de agosto, que a desativação do primeiro centro de vacinação em grande escala a abrir em Portugal, instalado no pavilhão Multiusos de Gondomar, “já está a ser preparada”. A revelação foi feita pelo próprio presidente da autarquia, Marco Martins. Em Almada há esta semana reunião marcada onde o mesmo tema estará em destaque. Em Matosinhos também já se admite que este mês estará concluído o processo de vacinação de jovens, findo o qual a vacinação será assegurada pela unidades de saúde.

Ao mesmo jornal, fonte da autarquia de Lisboa adiantou que aguarda indicações da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo sobre esta matéria. Neste momento, só a eventual opção por uma terceira dose de vacinação contra a Covid-19 poderá atrasar o processo de transição.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT