Saúde

Beyoncé revela que sofre de doença autoimune sem cura

É conhecida como a patologia dos "três nãos" e afeta outras figuras públicas.
A cantora lançou uma marca de cuidados capilares.

As celebridades que mais admirámos também escondem lutas, segredos e doenças. Beyoncé é uma delas. A Queen B, como é carinhosamente tratada pelos fãs, revelou em entrevista à revista “Essence”, a 18 de fevereiro, que sofre de psoríase desde miúda. A doença autoimune afeta-lhe o couro cabeludo, onde aparecem manchas avermelhadas e escamosas.

“Tenho muitas lembranças ligadas ao meu cabelo. A relação que temos com os nossos cabelos é uma jornada profundamente pessoal. Desde passar a infância no salão da minha mãe até o meu pai aplicar óleo no couro cabeludo para tratar a minha psoríase — esses momentos foram sagrados para mim.”

A revelação surge a propósito do lançamento da primeira linha de produtos capilar da cantora, a Cécred. “Cé é o nome da minha mãe. Juntei-o à palavra “’sacred’ [sagrado]”, disse sobre o significado do nome.

Esta foi a primeira vez que a artista de 42 anos abordou o tema. Embora a condição crónica a afete desde miúda, o cabelo denso e volumoso sempre disfarçou os sintomas. Agora, decidiu revelar que sofre de uma patologia muitas vezes escondida, mas que afeta cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo e 250 mil portugueses.

A psoríase é uma doença crónica de caráter inflamatório, potencialmente grave e incapacitante, “mas não infeciosa”. As suas características levam-na a ser conhecida como a “doença dos três nãos”, uma vez que “não mata, não tem cura e não contagia”.

No sentido estrito da palavra, não existe cura para a psoríase. Contudo, há tratamentos disponíveis que possibilitam uma resolução de grande parte (ou até de todas) as lesões psoriáticas. São, igualmente, responsáveis pelo “controlo dos sintomas cutâneos e articulares, permitindo, assim, a melhoria da qualidade de vida” dos pacientes.

Beyoncé junta-se a Cara Delvigne e outros artistas que já vieram a público admitir que sofrem desta patologia. Leia o artigo da NiT sobre a doença.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT