Saúde

Quando o despertador toca, carrega no botão para dormir mais 5 minutos? Olá cansaço

Adiar o alarme faz parte da rotina matinal de algumas pessoas, mas este hábito perturba bastante a qualidade do sono. 
Desligar o despertador não é a solução para acordar menos cansado.

Desligar o despertador dez vezes e pensar “só mais cinco minutos” não é a melhor forma de começar o seu dia. Além de acordar muito mais stressado, vai sentir-se mais cansado e com menos vontade de ir trabalhar. 

É preferível dormir vinte minutos extra todos os dias do que colocar vários despertadores, afirma a organização “The Sleep Charity”.

Quando usámos vários despertadores para acordar de manhã estamos a perturbar o nosso padrão de sono. Porquê? O intervalo de tempo que dormimos entre cada alarme é muito curto e não chegamos a completar um ciclo com sono de qualidade. 

Ao longo da noite, passamos por várias etapas enquanto dormimos. O sono profundo é a fase reparadora e permite recarregar energias para o dia seguinte. A nossa respiração é mais lenta e os batimentos cardíacos mais espaçados, por isso é que quando acordamos nesta fase sentimo-nos desorientados. 

De manhã, quando ouvimos o despertador tocar, acordamos. Quando desligamos o alarme imediatamente a seguir e tentamos adormecer novamente não conseguimos voltar a um sono profundo, apenas um superficial.

Além disso, sempre que ouvir o som estridente a avisar que se deve levantar, vai despertar de forma abrupta e stressada e porque o seu organismo aumenta a produção de cortisol (hormona do stress). Resultado: se preferir esperar pelos dois, três ou até cinco alarmes para acordar pode acabar por se levantar ainda mais cansado e sonolento do que se o tivesse feito ao primeiro toque.

Todos sabemos como nos sentimos limitado quando não dormimos o suficiente. Mas o impacto da falta de repouso noturno até pode ser maior do que imaginamos.

É preferível dormir mais tempo de manhã do que colocar vários despertadores. Focar-se no motivo pelo qual tem de se levantar mais cedo pode ser uma solução para conseguir sair da cama logo que o despertador toca. Pensar imediatamente no motivo que o levou a querer acordar cedo, por exemplo, pode ajudar.

Colocar o alarme longe da cama é outros dos truques que ajudam a sair dos lençóis mais depressa — se tiver que se levantar para o desligar terá menos vontade de voltar a deitar-se.

Os despertadores inteligentes também podem ser vantajosos porque tocam na melhor altura para o acordar: quando está numa fase de sono leve. E vibram levemente para que não acorde em sobressalto. Há também relógios que, além do alarme, têm luz. Ao aumentar gradualmente o nível de claridade, simulam o nascer do sol para um despertar mais natural.

Se estas dicas não resultam, deitar-se mais cedo pode ser a solução para o seu cansaço. Comece por ir para a cama 15 minutos mais cedo que o habitual e vá adaptando até que não sinta necessidade de adiar o despertador de manhã.

Carregue na galeria e espreite seis conselhos da médica Susana Sousa que podem fazer a diferença para quem procura uma noite de sono mais reparadora.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT