Saúde

Coreia do Norte enfrenta nova epidemia: doença intestinal já afetou 1600 famílias

O país está a ser atingido por uma misteriosa patologia intestinal aguda, em Hwanghae do Sul.
Já afetou centenas de famílias.

 

A Coreia do Norte não tem mãos a medir no que a que toca a doenças. Numa altura em que o país combate um surto de Covid-19, surge uma nova epidemia que já afetou cerca de 1600  famílias. Trata-se de uma doença intestinal não identificada.

O governo reconheceu esta semana uma nova “epidemia entérica aguda” na província de Hwanghae do Sul. Segundo o “Expresso”, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, está a pedir às autoridades para que “contenham a epidemia o mais depressa possível”.

A agência de notícias norte-coreana KCNA, informou que o líder já enviou “medicamentos preparados pela sua família” para a região que está a ser afetada pela doença misteriosa. O medicamento será entregue a “mais de 800 famílias que sofrem com a epidemia aguda que eclodiu em algumas áreas da província”, que é uma das principais regiões agrícolas do país.

Segundo os dados divulgados, pelo menos 1600 pessoas foram infetadas com a doença intestinal. Apesar de ainda não existirem mais informações, especula-se que possa ser cólera ou febre tifóide. 

As doenças entéricas são muito comuns na Coreia do Norte, até porque muitas áreas não têm sistemas de saneamento de água adequados.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT