Saúde

Covid-19: Áustria torna vacina obrigatória e volta a confinar esta segunda-feira

É o primeiro país europeu a regressar ao confinamento total a 22 de novembro. Só 60 por cento dos austríacos estão vacinados.
O país tem cerca de 2 milhões de não vacinados.

A partir de 1 de fevereiro de 2022 vai ser obrigatória a toma da vacina contra a covid-19 na Áustria. Alexander Schallenberg, chanceler austríaco, anunciou esta sexta-feira, 19 de novembro, que o país será o primeiro a nível europeu a entrar em confinamento total já a partir de segunda-feira, 22 de novembro, que poderá durar até 20 dias.

Cerca de 66% da população da Áustria está totalmente vacinada — uma das taxas mais baixas da Europa Ocidental. Apesar disso, a percentagem de novas infecções está entre as mais altas do continente, com recorde de casos diários.

Os estados de Salzburgo e Alta Áustria já tinham anunciado o confinamento a partir de segunda-feira e pressionaram o governo a tomar uma medida idêntica a nível nacional. O país já tinha introduzido limitações de circulação aos não vacinados (cerca de dois milhões de pessoas) — só estão autorizados a sair de casa para trabalhar ou comprar bens essenciais. Mas as infecções continuam a aumentar. 

Em Portugal, especialistas de várias áreas da saúde e políticos voltam a reunir-se esta sexta-feira, 19 de novembro, para avaliar a evolução da pandemia da Covid-19, numa altura em que se regista um aumento de contágios.

A Covid-19 está cerca de três vezes menos agressiva em comparação com o ano anterior, ainda que exista o risco de o País chegar ao Natal com uma média diária a rondar os 6 mil novos casos se o aumento da curva não for reduzido, escreve o Jornal de Notícias.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT