Saúde

Covid-19: índice de transmissibilidade volta a subir para 1,06 em Portugal

Segundo o último relatório do Instituto Ricardo Jorge, a região do Alentejo foi a única em que o indicador não aumentou.
O valor mais alto registou-se na Madeira.

O valor médio do Rt — que estima o número de casos secundários de infeção de Covid-19 resultantes de cada pessoa portadora do vírus —, entre os dias 19 e 23 setembro foi de 1,06 em Portugal continental. É um dos destaques do último relatório semanal do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) sobre a evolução da doença, divulgado esta quarta-feira, 28 de setembro.

Todas as regiões nacionais estão com o indicador acima do limiar de 1. Desde os últimos dados recolhidos na semana anterior (12 a 16 de setembro), o número de casos secundários de infeção aumentou dos 1,02 para 1,06 no território nacional.

O valor mais elevado é na Madeira (1,40), seguindo-se os Açores (1,31), o Algarve (1,11), Lisboa e Vale do Tejo (1,08), o Norte (1,06), o Alentejo (1,04) e o Centro (1,01). Com exceção do Alentejo, todas as regiões em Portugal continental aumentaram o valor do indicador.

A campanha de vacinação do outono-inverno contra a Covid-19 e a gripe está em curso desde o início de setembro. Até ao momento quase  por cento da população com mais de 80 anos já foi vacinada.

A vacina contra a Covid-19 permite reduzir a forma grave da doença. São elegíveis para a vacinação de reforço idosos que se encontram em lares, pessoas com mais de 60 anos, pessoas com 18 anos e adolescentes entre os 12 e os 17 anos com pelo menos uma das comorbilidades descritas pela DGS (neoplasia maligna ativa, diabetes, doenças neurológicas, cardiovasculares e pulmonares).

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT