saúde

Covid-19 já fez mais mortes nos Estados Unidos do que a gripe espanhola

A pandemia tornou-se a mais mortífera no país em termos absolutos, comparando com as vítimas de 1918.
O número de mortes está perto dos 700 mil.

A pandemia da Covid-19 tornou-se a mais mortífera da história dos Estados Unidos da América em termos absolutos. Passou os dados relativos à gripe espanhola que atingiu o país em 1918. Segundo o “Stat News”, tal valor só se verifica na percentagem de mortos uma vez que na altura a população era três vezes menor do que a que se regista atualmente.

Em dois anos, a gripe espanhola foi a causa de morte para 675 mil norte-americanos. Já desde o início de 2020, quando se começou a expandir o vírus da Covid-19, o país já lamentou quase 700 mil mortes (694.619), segundo os dados mais recentes do Worldometers.

É bem provável que se torne na causa mais mortífera do país passando mesmo as mortes estipuladas durante a guerra civil, de cerca de 750 mil pessoas. O “Stat News” falou com especialistas e revela que não foi dada uma boa resposta inicial para o problema, o que vem a justificar tantas mortes.

Os Estados Unidos têm sido desde o início da pandemia um dos países mais afetados. Já foram registados mais de 43 mil casos de infeção pelo novo coronavírus.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT