Saúde

Covid-19: Madeira começa a vacinar os miúdos dos 5 aos 11 anos no final de dezembro

Com as primeiras 7.500 doses da vacina pediátrica da Pfizer vão inocular metade das crianças desta faixa etária na ilha.
A vacina pediátrica tem uma dosagem diferente das anteriores.

A Madeira já tinha sido a primeira região a vacinar jovens entre os 12 e 17 anos. Agora, volta a ser pioneira e vai começar a inocular miúdos entre os cinco e os 11 anos, já no dia 20 de dezembro. A responsável pela Saúde na Madeira adianta que estão previstas chegar a Portugal 300 mil doses da vacina pediátrica da Pfizer. A Madeira aguarda apenas pela chegada destas vacinas para iniciar o processo de vacinação desta faixa etária.

Na quarta-feira, 24 de novembro, o secretário regional da Saúde e Protecção Civil, Pedro Ramos, anunciou que a região autónoma não ia esperar pela decisão da Direcção-Geral Saúde (DGS), explicando que o Funchal ia avançar para a inoculação logo que houvesse um parecer positivo da Agência Europeia do Medicamento (EMA). A autorização para a administração da injeção pediátrica da Pfizer entre os cinco e os 11 anos, foi anunciada esta quinta-feira, 25 de novembro.

“A chegada [a Portugal] das vacinas está prevista para o dia 20 de Dezembro, e se chegarem à Madeira dois dias depois, e a logística permitir, estamos em condições de com as 7500 primeiras doses vacinar 50 por cento dessa população”, disse Pedro Ramos. A Madeira tem um total de 14.715 miúdos nesta idade para serem vacinados.

Os centros de vacinação existentes na ilha vão ser adaptados e serão exclusivamente dedicados aos mais novos com idades entre os cinco e os 11 anos. “Vamos também ter animação nas zonas de espera pós-vacinação”, disse ao jornal “Público” fonte do gabinete de Pedro Ramos.

A vacina pediátrica da Pfizer tem uma dosagem diferente daquela que é utilizada para maiores de 12 anos e serão administradas duas doses, com um intervalo de 21 dias.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT