Saúde

Covid-19: número de novos casos e de internamentos volta a subir em Portugal

O valor médio do RT também aumentou, mas o impacto ainda não foi sentido nos serviços de saúde.
Ainda não se sentiu o impacto.

Apesar de vivermos um cenário muito melhor em comparação com os últimos dois anos, o número de infetados com Covid-19 em Portugal voltou a subir. O País registou, na semana de 8 a 14 de novembro, 6.478 casos confirmados, 51 mortes e um novo aumento dos internamentos nos cuidados intensivos, indicou a Direção-Geral da Saúde (DGS), esta sexta-feira, 18 de novembro.

Segundo o boletim semanal, registaram-se mais 1.202 casos de infeção, em relação à semana anterior, e verificaram-se mais seis mortes na comparação entre os dois períodos. O valor médio do RT — que estima o número de casos secundários de infeção de Covid-19 resultantes de cada pessoa portadora do vírus —, entre os dias 8 a 14 de novembro, também subiu para 1,03. A incidência a sete dias estava nos 63 casos por 100 mil habitantes, tendo registado um aumento de 24 por cento em relação à semana anterior.

Quanto ao número de internamentos, a DGS indicou que, na última segunda-feira estavam internadas 570 pessoas, com 42 doentes em unidades de cuidados intensivos. Mais oito do que na semana anterior. Porém, na mesma nota, a autoridade de saúde afirma que o impacto do vírus “mantém-se reduzido nos serviços de saúde e na mortalidade geral, traduzido uma taxa geral de acordo com o esperado para a época do ano”.

A campanha de vacinação do outono-inverno contra a Covid-19 e a gripe está em curso desde o início de setembro. Até ao momento, cerca de 71 por cento das pessoas com mais de 80 anos já recebeu a dose de reforço. Mas a percentagem baixa no grupo etário dos 65 aos 79 anos em que apenas 64 por cento foi inoculado.

A vacina contra a Covid-19 permite reduzir a forma grave da doença. São elegíveis para a vacinação de reforço idosos que se encontram em lares, pessoas com mais de 60 anos, pessoas com 18 anos e adolescentes entre os 12 e os 17 anos com pelo menos uma das comorbilidades descritas pela DGS (neoplasia maligna ativa, diabetes, doenças neurológicas, cardiovasculares e pulmonares).

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT