Saúde

Covid-19: Portugal registou mais casos e mais mortes na última semana

Foram registados 157.502 novos casos no País entre 10 e 16 de maio. O índice de transmissibilidade (Rt) está nos 1,23.
Os números desta semana.

É oficial: Portugal enfrenta a sexta vaga da pandemia. De acordo com o último relatório semanal do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, divulgado esta sexta-feira, 20 de maio, o valor médio do Rt — que estima o número de casos secundários de infeção por Covid-19 resultantes de cada pessoa portadora do vírus —, entre 10 e 16 de maio, é de 1,23 em Portugal continental e o número de casos continua a subir exponencialmente.

Na segunda semana de maio foram identificados 157.502 novos casos em território nacional, mais 57.959 que nos sete dias anteriores. E foram registadas 191 mortes associadas à infeção pelo vírus, mais 47 face à primeira semana do mês.

O boletim indica, igualmente, que existiu um aumento no número de pessoas hospitalizadas com Covid-19: 1.450 (mais 243). Destas, 84 estavam internadas em unidades de cuidados intensivos (mais 25).

Segundo a análise do Instituto Superior Técnico (IST) registou-se “uma subida acentuada no índice de transmissibilidade (Rt) para 1,23 o que vem provar que entramos efetivamente, numa nova vaga de infeções”.

Os números continuam a deixar os especialistas alerta e a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, recomenda novamente o uso de máscaras de proteção em espaços fechados ou aglomerados.

“Se estiver sozinha no meu gabinete, com janela aberta, não estou com máscara. Se entra alguém, ponho a máscara” disse Graça Freitas, considerando que “a máscara é aconselhada, assim como todas as outras medidas”, numa altura em que sobem os casos de Covid-19.

A confirmarem-se as estimativas do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) de que Portugal vai atingir, até ao final do mês, 60 mil casos diários de Covid-19, Graça Freitas referiu que é a nova linhagem da Ómicron que “está a provocar esta vaga”.

Leia sobre a nova linhagem da Ómicron, mais transmissível e preocupante de acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças, que já é dominante em Portugal — o país da União Europeia com mais casos diários.

Também em Portugal, as infeções de Covid-19 nos mais velhos atingem os níveis mais elevados de sempre, o que levou a uma antecipação da administração dose de reforço. Saiba ainda como os cientistas finlandeses estão a treinar cães farejadores para detetar pessoas infetadas com Covid-19.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT