Saúde

Covid-19: Uso de máscaras no inverno pode salvar 160 mil vidas

A OMS afirma que mais de 50 por cento da Europa não está vacinada. As medidas de proteção individual não devem ser descuradas.
O uso de máscaras pode salvar vidas.

Robb Butler, diretor executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS) Europa, lançou um forte apelo para que as pessoas continuem a usar máscaras, sublinhando que a sua utilização massiva pode salvar 160 mil vidas este inverno. “Estamos a assistir a uma diminuição da imunidade das vacinas, especialmente para lá das 30 semanas”, explicou o responsável ao jornal britânico “Sky News”.

Segundo o especialista, apenas 54 por cento da população da Europa está vacinada e 48 por cento continua a usar máscaras. “Se estes números subirem, vamos ver um decréscimo no número de casos e de mortes”, afirma.

O diretor alertou ainda que se nada for feito, podemos contar mais meio milhão de mortes até à primavera de 2022. “Se 95 por cento da população europeia usasse proteção individual sobre o nariz e a boca, poderíamos evitar 160 mil mortes no continente”, disse.

Outra agravante é o facto de a variante Delta ser mais transmissível — representa 99 por cento dos atuais casos. Adicionalmente, o especialista apontou a importância da “necessidade de máscaras e de uma maior ventilação em locais fechados” e citou um estudo do British Medical Journal, que mostrava “que 53 por cento de possíveis novas transmissões foi impedidas pelo uso de máscaras.”

Em Portugal, o número de novos casos não param de subir: esta quarta-feira, 24 de novembro, registou o valor mais elevados dos últimos quatro meses. Foram registadas 3.773 novas infeções e 17 mortes em apenas 24 horas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT