NiTcom

Dermatite ou eczema atópico: as recomendações que todos os portugueses deviam ler

Na SweetCare encontra uma gama de cremes e outros produtos que ajudam a controlar este problema de saúde mais comum nos miúdos.
Aplicar creme hidratante diariamente é essencial.

A pele seca afeta uma boa parte da população, sendo que, em muitos destes casos, a solução passa apenas pela hidratação, tanto de água ingerida como de aplicação de creme hidratante. No entanto, existem casos mais graves em que, além da pele seca, é detetada uma comichão intensa, vermelhidão e inflamação da pele que pode até originar crostas ou escamação — e até o aparecimento de bolhas ou vesículas.

Quem já passou por este quadro de sintomas sabe do que falamos. A dermatite ou eczema atópico é uma condição crónica com elevados impactos na saúde mental, afetando especialmente os miúdos.

“O eczema atópico surge habitualmente na infância, tendo início no primeiro ano de vida em 60 por cento das crianças, e nos primeiros cinco anos de vida em aproximadamente 90 por cento dos casos”, adianta o dermatologista Paulo Morais, especialista neste problema e que trabalha em parceria com a SweetCare, a primeira loja online 100 por cento portuguesa de beleza, saúde e bem-estar, para garantir a oferta dos melhores cuidados.

O surgimento desta condição é difícil de definir em cada caso, pois as causas são variadas: genética, fraca imunidade, barreira epidérmica diminuída, alteração do microbioma cutâneo ou fatores ambientais. No fundo, podem todos levar ao surgimento do eczema — que começa na impossibilidade da pele produzir uma película oleosa, à base de hidratantes naturais presentes no organismo, para se proteger.

No caso das peles atópicas, esta produção não existe, o que a deixa comprometida e leva ao surgimento dos vários sintomas que já referimos. Assim, e sendo esta uma condição crónica sem cura, é importante saber o que fazer e geri-la o melhor possível para diminuir os sintomas e consequências visíveis.

Um cuidado diário indispensável 

Seja para os pais que têm de cuidar de crianças com eczema ou para adultos com esta condição, há algumas mudanças necessárias no estilo de vida, em pequenas tarefas diárias e até na roupa que utilizam, segundo o dermatologista. 

Na parte dos produtos a utilizar, é essencial seguir uma hidratação diária após o banho, na qual se pode optar por produtos com ação calmante como um cuidado extra. Na SweetCare, é possível encontrar a gama Lipikar da La Roche-Posay, especialmente indicada para esta condição. 

Esta loja online oferece soluções certificadas e acesso a cuidados personalizados, sob a orientação profissional de farmacêuticos, que vão além da estética, atendendo às necessidades dermatológicas específicas de cada um. No caso da Lipikar, é possível encontrar opções lavantes sem álcool, fragrância ou sabão — todos eles elementos que pioram a condição. Existe ainda uma variedade de cremes ou óleos hidratantes com diferentes atuações, desde a opção mais simples para aplicação regular que ajuda na hidratação da pele a produtos específicos — como, por exemplo, o Leite de Ureia, com uma ação mais forte que ajuda a eliminar as escamas e a irritação da pele, para momentos mais críticos.

O bálsamo tem uma ação tripla na pele.

“É também recomendada a utilização de roupa larga, leve, sem etiquetas, de algodão ou fibra misturada com algodão suave, não sendo recomendável o uso de tecidos ásperos, sintéticos ou lã diretamente sobre a pele. Já em casa é importante em determinados casos recorrer a um humidificador, que ajude a controlar a temperatura e, assim, a manter a pele hidratada”, explica o dermatologista.

Nesta onda, é importante ter mesmo em atenção a temperatura: tanto mudanças rápidas como temperaturas extremas são fatores que tendem a piorar o estado da pele já sensível. Além disso, e sem grandes surpresas, a poluição e fumo de tabaco devem ser evitados, assim como pó, areia e cloro.

Uma superação que vai além da pele

A vertente psicológica do eczema é outro lado preocupante e pouco falado entre os portugueses. Afinal, esta é uma condição visível e que pode até afetar a zona do rosto, impactando a socialização dos pacientes, especialmente no caso dos miúdos.

“Se considerarmos a complexidade do eczema atópico, torna-se percetível a sua associação a alterações comportamentais, emocionais, da autoestima e do sono nas crianças afetadas, bem como um impacto negativo na qualidade de vida dos doentes e os seus familiares. Em famílias com crianças com eczema, a capacidade de lidar com a situação é um fator determinante no não desenvolvimento de disrupção familiar significativa”, adianta Paulo Morais.

O eczema pode surgir em várias partes do corpo.

Aqui não se trata de dizer que vai ficar tudo bem, mas sim fazê-los compreender a doença crónica com a qual têm de viver. E, a par de aceitarem desconforto físico e emocional que esta causa, devem ser promovidas rotinas de cuidado que vão ajudar a atenuar todos os sintomas.

O dermatologista recomenda uma comunicação aberta sobre a condição e que os pais (ou próprios pacientes no caso de adultos) procurem apoio para uma alimentação e ambiente livres de gatilhos da doença. Além disso, Paulo Morais reforça a importância do “grupos de apoio, psicoterapia, técnicas de terapia comportamental e/ou técnicas de relaxamento”.

A esperança em tratamentos que evitem os sintomas por mais tempo

“Atualmente estão disponíveis ou em fase de estudo novas substâncias tópicas, tratamentos orais ou injetáveis para o eczema atópico que permitem manter o doente livre de sintomas e de recaídas de forma mais eficaz e duradoura”, revela o dermatologista.

Por exemplo, a pomada de tacrolímus, além de ser usada como tratamento do eczema, pode ser utilizada depois do seu desaparecimento como tratamento proativo, evitando o reaparecimento do mesmo. A par disso, “a aplicação disciplinada e diária do hidratante em todo o tegumento, por si só, é uma estratégia essencial na prevenção das crises de eczema”. 

O especialista refere ainda uma nova geração de produtos, denominados de “hidratantes bioativos”, que atuam na barreira cutânea e no microbioma, sendo estes uma “mais-valia na evicção das agudizações da doença”.

Carregue na galeria para conhecer outros produtos úteis para o cuidado diário do eczema que pode encontrar na SweetCare.

ver galeria

Áudio deste artigo

Este artigo foi escrito em parceria com a SweetCare.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT