Saúde

DGS garante que há uma grande transmissão comunitária do vírus

Graça Freitas explicou, durante a conferência de imprensa, que isso pode levar ao aumento de casos em todas as faixas etárias.
Portugal está a enfrentar uma segunda vaga da doença.

O aumento do número de casos diários de Covid-19 durante a semana passada, em que Portugal ultrapassou várias vezes a barreira das duas mil infeções, foi tema na conferência de imprensa desta segunda-feira, 19 de outubro. Graça Freitas começou por responder que “há um aumento da proporção de novos casos entre os 50 e os 69 anos”.

“Apesar de tudo, a maior parte dos casos acontecem em faixas etárias jovens, mas também há um aumento da proporção nos mais velhos”, referiu a diretora-geral da Saúde, acrescentando que “isto faz todo o sentido porque há uma grande transmissão comunitária do vírus”. E mais: “Pode levar ao aumento de casos em todas as faixas etárias”.

No que diz respeito às cadeias de transmissão, a responsável máxima da Direção-Geral da Saúde explicou que os dados indicam que “foi possível em 59 por cento dos casos identificar um contacto com alguém que tivesse sintomas de Covid-19 ou fosse um caso positivo”.

Além disso, referiu que há uma tendência há vários meses: sistematicamente, o número de dias entre a data de início dos sintomas e o diagnóstico ronda os três dias. De acordo com Graça Freitas, Graça Freitas, isso é ótimo, já que as pessoas “não andam durante um longo período a infetar outras”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT