Saúde

Doentes urgentes esperam 8 horas para serem atendidos no Hospital de Loures

A forte procura de urgências pediátricas, devido a infeções respiratórias, é um dos fatores na origem do atual cenário.
Situação é preocupante.

O caos, provocado pela grande afluência e longos períodos de espera, que se instalou nas urgências dos hospitais portugueses parece ter vindo para ficar. De acordo com a “SIC Notícias”, o Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, é aquele em se regista um maior tempo de espera, com uma média de oito horas para atendimento de doentes urgentes.

A forte procura das urgências pediátricas, devido às infeções respiratórias típicas desta época do ano, está entre os fatores na origem do atual cenário. Nos últimos dias, em média, têm sido atendidos nas urgências 738 pacientes diariamente, sendo que grande parte são crianças, segundo um representante desta unidade de saúde disse à Lusa, aqui citado pelo jornal “Público”. A mesma fonte garantiu que esta subida “é um fenómeno global, que se observa um pouco por todo País e em alguns países da Europa”, estando “relacionada com o aumento da circulação dos vírus respiratórios”.

A maior parte das idas às urgências pediátricas são motivadas pelos sintomas do vírus sincicial respiratório, o VSR. Este agente viral pode provocar doença respiratória em pessoas de todas as idades, e, geralmente, todos os miúdos até aos dois anos são infetados por este vírus, que é responsável pela maior parte das bronquiolites agudas. Este é também responsável por grande parte dos internamentos de crianças nos cuidados intensivos das últimas semanas.

Segundo Manuel Magalhães, pediatra do Hospital Lusíadas no Porto, este vírus é muito comum nos invernos portugueses, mas: “Este ano existe um aumento do número de casos, face ao período homólogo do ano anterior. Isto pode justificar-se com o facto dos mais novos estarem com o sistema imunitário enfraquecido devido ao uso prolongado de máscara e aos períodos de confinamento vividos nos últimos anos”, disse o especialista à NiT.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT