Saúde

É oficial: Reino Unido proíbe venda de tabaco a quem nasceu depois de 2009

A lei entra em vigor em abril do próximo ano e tem como objetivo criar a primeira geração livre de fumo.
A lei entra em vigor no próximo ano.

A partir de abril de 2025, a venda de tabaco e vaporizadores a quem nasceu depois de 1 de janeiro de 2009 (isto é, pessoas que têm hoje 15 anos), passa a ser crime no Reino Unido. A decisão foi aprovada pelo parlamento esta terça-feira, 16 de abril, e pretende criar a primeira geração livre de fumo, anunciou Victoria Atkin, secretária de Estado da Saúde e Assistência Social.

A medida “não visa demonizar as pessoas que fumam ou impedi-las de comprar tabaco, nem afetará, de forma alguma os direitos ou prerrogativas dos fumadores atuais”, afirmou. Significa apenas que dá “à próxima geração a liberdade de viver vidas mais longas, mais saudáveis e mais produtivas”.

Acrescentou ainda que com a implementação da lei a economia vai tornar-se “mais produtiva e ajudar a construir um SNS que proporciona cuidados mais rápidos, mais simples e mais justos”. “Vamos também quase duplicar o financiamento dos serviços locais de cessação do tabagismo”, acrescentou.

“Não podemos substituir uma geração viciada em nicotina por outra viciada em vaporizadores, que também podem danificar os pulmões dos jovens enquanto ainda estão em desenvolvimento, intensificar a pressão a longo prazo sobre o serviço nacional de saúde e prejudicar a sua concentração na escola. (…) A legislação dará poderes para tomar medidas contra os sabores e embalagens próximas dos miúdos e para mudar a forma como estas máquinas são exibidas nas lojas”, concluiu a governante.

Os responsáveis pelas regras comerciais vão ficar encarregues de garantir o cumprimento da nova legislação, ao poderem aplicar multas aos retalhistas que façam a venda de forma ilegal. O montante angariado com as coimas será utilizado para financiar novas medidas de aplicação da lei.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT