Saúde

Engravidar tem um custo calórico de 200 barras Snickers

Gerar, carregar e dar à luz uma criança requer um gasto de 50 mil calorias, revela um novo estudo.

50 mil calorias. É este o custo calórico que cada grávida terá que pagar para levar até ao termo uma gravidez. Um custo energético bem mais dispendioso do que aquele que até ao momento se acreditava ser necessário.

“Descobrimos que a energia total necessária para a reprodução é muito mais substancial do que se considerava anteriormente”, revela Dustin Marshall, um dos autores do estudo publicado em maio na revista “Science”.

O professor de biologia evolutiva na Universidade Monash em Melbourne, na Austrália, explica à CNN que de todas essas calorias, “apenas 10% acaba no bebé propriamente dito”. Estas contas são importantes para uma análise mais detalhada das gravidezes e sobretudo para explicar o sentimento de exaustão que assola regularmente as mulheres durante esse período.

As necessidades calóricas não são homogéneas durante a gravidez. Vão aumentando ao longo dos trimestres — e o valor total sobe ainda se a mãe optar por amamentar. O valor diário pode rondar as 182 calorias extra nos primeiros três meses e atingir perto dos 450 diários no último trimestre.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT