Saúde

Ensaios de vacina para a Covid-19 interrompidos devido a doença num voluntário

A vacina estava em fase 3 dos ensaios, sendo uma das mais avançadas. A Comissão Europeia já tinha garantido a sua compra.
Tudo suspenso.

O grupo farmacêutivo Johnson & Johnson anunciou esta terça-feira, 13 de outubro, a interrupção dos ensaios clínicos de uma vacina contra a Covid-19, devido ao facto de um dos participantes ter ficado doente.

“Interrompemos temporariamente a administração de novas doses em todos os nossos ensaios clínicos de uma vacina experimental contra a Covid-19, incluindo o conjunto de ensaio da fase três, devido a uma doença ainda por explicar num dos participantes”, anunciou o grupo, num comunicado citado pela Lusa.

A farmacêutica norte-americana disse ainda que a doença do participante está a ser avaliada pelos médicos mas não quis avançar com mais pormenores para “respeitar a privacidade deste participante”. “É importante conhecer todos os dados antes de divulgar mais informação”, acrescentou a empresa no comunicado.

A 23 de setembro, a empresa norte-americana tinha anunciado o início dos ensaios da fase três, última etapa de desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19. O nome oficial é Ad26.COV2.S e foi desenvolvida pela farmacêutica Janssen Pharmaceuticals, que faz parte do grupo Johnson & Johnson. As fases um e dois dos ensaios começaram em julho, nos Estados Unidos e na Bélgica.

Na passada quinta-feira, a Comissão Europeia anunciou que tinha acabado de assinar um contrato com a Johnson & Johnson para a compra de 400 milhões de doses desta vacina que a farmacêutica está a desenvolver. 

No início de setembro foi anunciado que o estudo de uma das outras vacinas nas quais o mundo deposita mais esperança, a feita em conjunto entre a AstraZeneca e a Universidade de Oxford, tinha sido suspenso devido a “doença grave” num participante, que podia ou não ser relacionada com a administração. No entanto, dias depois soube-se que os ensaios clínicos tinham sido retomados, quando uma análise mais profunda do caso permitiu diagnosticar esclerose múltipla ao participante, patologia que explica a inflamação grave que ocorreu então na coluna do voluntário.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT