Saúde

Este sino toca no IPO do Porto sempre que uma criança sai curada

Foram construídos dois exemplares com 19 quilos cada do Sino da (Espera)nça. Um foi colocado no hospital de dia; o outro está na área de internamento.
Foi inaugurado no Dia Internacional das Crianças com Cancro.

O projeto Sino da (Espera)nça chegou ao Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto. Os dois exemplares foram inaugurados no Dia Internacional das Crianças com Cancro, a 15 de fevereiro, e são inspirados no “Ring the bell for cancer” – que teve origem nos Estados Unidos. Sempre que uma criança ou adolescente alcance o final do tratamento na instituição, o sino vai tocar.

Neste caso, cada peça tem 19 quilos. Uma foi colocada no hospital de dia; a outra na área de internamento. No texto gravado pode ler-se “Lutei. Venci. Toco o sino para celebrar.” O processo de criação decorreu na Jerónimo Fundição de Sinos de Braga, uma empresa familiar, fundada em 1932 e que já produziu e restaurou mais de 11 mil sinos. Foi acompanhado por mais de uma dezena de crianças que ainda estão em tratamento ou que já o terminaram e tiveram oportunidade de ver quais eram os materiais utilizados e o processo do molde.

Esta é “uma espécie de anúncio à família hospitalar, um momento de partilha entre doentes, famílias e equipa de profissionais”, revela Filomena Maia, educadora de infância no IPO do Porto, à Lusa, citada pela SIC Notícias. Ao mesmo tempo, é também um incentivo para as crianças que ainda estão em tratamento no IPO. O projeto foi financiado por donativos angariados pelo Agrupamento de Escolas de São João da Pesqueira.

Uma ideia brilhante.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT