Saúde

Estudo revela que cerca de 30% dos doentes Covid-19 voltam a ser internados

Regresso ao hospital acontece nos cinco primeiros meses, sendo que 12 por cento acaba por morrer.
Problemas ainda não são conhecidos na totalidade

Há um fenómeno chamado Covid-19 de longo prazo que está a afetar cada vez mais pessoas. De acordo com um estudo feito em hospitais do Reino Unido, as consequências de ter sido infetado com o vírus podem prolongar-se por vários meses e a dimensão dessas sequelas é ainda incalculável.

Neste estudo divulgado a 15 de janeiro, que juntou vários especialistas de hospitais e universidades do Reino Unido, foram avaliados 47.780 doentes que tinham tido alta depois de estarem internados no hospital com Covid-19. Destes, 12,3 por cento acabaram por morrer nos primeiros cinco meses após a alta.

Dentro deste mesmo grupo, 29,4 por cento tiveram de ser novamente internados no hospital, enquanto 29,6 por cento foram diagnosticados com doenças respiratórias. Nestes números não são feitas outras observações mais complexas e por isso não há ainda verificação feita pela comunidade científica. No entanto, são precisamente isso: dados concretos.

Isto quer dizer que perto de um terço dos doentes que recebem alta acabam por regressar ao internamento hospitalar, com sintomas iguais ou piores do que aqueles que os levaram lá em primeiro lugar. O mesmo é válido para o outro terço que desenvolve complicações respiratórias e para os mais de 12 por cento que acabam por morrer mesmo depois de ter tido alta.

De salientar ainda que, entre as pessoas que regressam ao hospital com queixas respiratórias, mais de metade não tinha problemas desse tipo anteriormente, o que poderá ser um dado a tomar em atenção.

As conclusões de que o alcance e a extensão das consequências de ser infetado com Covid-19 — mesmo depois de melhorias aparentes — são ainda desconhecidas mantêm-se e são cada vez mais sublinhadas por especialistas, tanto do Reino Unido como dos EUA. No mesmo estudo é ainda explicado que os casos de complicações em vários órgãos depois da alta hospitalar está a acontecer também em pessoas com menos de 70 anos e com origem em várias minorias étnicas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT