Saúde

Estudo mostra que usar máscara durante o exercício físico prejudica a respiração

Um treino mais moderado, como andar de bicicleta na rua, acaba por se tornar numa tarefa mais intensa.
As máscaras protegem, mas é melhor ter cuidado durante o exercício físico.

Quando o uso de máscara na rua era obrigatório viam-se muitas pessoas a correr ou a andar de bicicleta com máscara.

Nos ginásios, o seu uso não é obrigatório mas mesmo assim há quem opte por prevenir. Se é uma dessas pessoas, é melhor ter cuidado.

Segundo um novo estudo da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa o uso de máscara durante o exercício físico, seja indoor ou outdoor, prejudica a respiração — acaba por inspirar menos oxigénio e tem menos dez por cento de tolerância ao cansaço. A investigação baseia-se numa amostra composta por 16 homens e 16 mulheres saudáveis.

“O uso de máscara cirúrgica é particularmente perturbadora no exercício severo, é menos no exercício moderado e não afeta a fisiologia que foi quantificada em termos de repouso. Além de (…) encurtar aquilo que é a tolerância individual à exaustão, verifica-se uma atenuação substancial do consumo de oxigénio, associada principalmente a uma diminuição ventilatória provocada pela máscara”, conta Gonçalo Vilhena Mendonça, o coordenador do estudo, à “Lusa”, citado pelo “Observador”.

“Esta redução da capacidade física — os tais 10 por cento de menor tolerância ao esforço — está mais relacionada com o impacto da máscara do ponto de vista ventilatório e não tanto do cardíaco ou metabólico.” Isto significa que o aspeto mais afetado é mesmo a respiração, e não o batimento cardíaco.

O estudo revela também que o ar que respiramos através da máscara é mais rarefeito e não possui o balanço ideal de oxigénio e dióxido de carbono, contendo muito mais deste último elemento. “É um ar que fica aprisionado dentro da máscara”, adianta Gonçalo Vilhena Mendonça.

Se usarmos este equipamento de proteção individual durante o exercício físico acabamos por aguentar muito menos tempo, visto que o nosso organismo acaba por ter menor tolerância ao esforço. Os exercícios mais moderados, como andar de bicicleta na rua, acabam por se tornar num treino mais intenso fisicamente.

Graças a todos estes fatores, o uso de máscara cirúrgica durante a atividade física é desaconselhada pela Organização Mundial da Saúde.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT