Saúde

Fábrica da Johnson & Johnson deixa de produzir vacina contra a Covid-19

É dos maiores espaços da farmacêutica e fica nos Países Baixos. A paragem será temporária e o stock não está comprometido.
A empresa garante que não irá faltar stock de vacinas.

Uma das maiores fábricas da Johnson & Johnson deixou de produzir vacinas contra a Covid-19 no final de 2021. O espaço fica em Leiden, nos Países Baixos. Apesar desta paragem temporária, a farmacêutica garante que o stock do fármaco não está em risco e que a produção deverá ser retomada já no próximo mês de março.

Segundo o “The New York Times”, esta fábrica começou a desenvolver uma vacina experimental contra o sincicial respiratório (VSR), o que levou a usar todos os recursos para este projeto e deixar de lado durante alguns meses a produção da vacina da Covid-19.

Apesar da Johnson & Johnson garantir que os países não serão afetados com falta de vacinas, o jornal revela que com esta paragem os fármacos devem voltar a ser entregues apenas no verão.

A União Europeia e o programa Covax (Acesso Global às Vacinas da Covid-19) da ONU, são os principais clientes da farmacêutica. A Johnson & Johnson já contactou outras fábricas onde possa iniciar a produção da vacina. Contudo, ainda não receberam aprovação, por isso não podem arrancar com o fabrico.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT