saúde

Farmácias dizem que não vão ter vacinas da gripe suficientes

A associação de distribuidores do setor está preocupada com a situação e diz que os grupos de risco serão os mais afetados.
Estão à espera de um aumento na procura.

Poderá não haver vacinas contra a gripe suficientes para a elevada procura que se irá sentir nos próximos meses. O alerta é deixado pela Associação de Distribuidores Farmacêuticos que afirma que existem disponíveis menos doses do que no ano anterior. Os grupos de risco serão os mais afetados.

Em declarações ao “Jornal de Notícias”, Nuno Cardoso, presidente da associação, diz que em 2020 haverá menos 100 mil vacinas a serem distribuídas. Com o expectável aumento da procura este ano, “podem escassear para utentes mais carenciados e de grupos de risco”, explicou Manuela Pacheco, a presidente da Associação de Farmácias ao mesmo jornal.

Além do menor número de doses, as farmácias estão ainda preocupadas pois esperam um aumento da procura nos seus espaços visto que alguns centros de saúde também não vão conseguir dar resposta.

A vacinação contra a gripe foi antecipada este ano. Começa a 28 de setembro para grávidas, idosos em lares e profissionais de saúde. Ao todo a Direção-Geral da Saúde comprou mais de 2 milhões de doses de vacinas contra a gripe sazonal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT