Saúde

Fila de 16 ambulâncias lança o caos no Hospital de Santa Maria

O cenário foi registado na tarde desta sexta-feira, 22 de janeiro, em Lisboa.
Era este o cenário esta tarde

É uma imagem que teima em repetir-se nos hospitais portugueses nos últimos dias. Desta vez, a acumulação de ambulâncias aconteceu à entrada do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde na tarde desta sexta-feira, 22 de janeiro, foram vistos pelo menos 16 veículos em fila.

Os responsáveis pelo hospital garantem que não há qualquer situação de rutura. “Neste comboio de ambulâncias, todos os casos vão ser resolvidos. Todos os casos vão ser atendidos. Ninguém vai deixar de ser atendido. Se precisar de internamento, será internado. Se precisar de cuidados intensivos, será tratado com cuidados intensivos”, revelou à “TVI” Daniel Ferro, diretor do Centro Hospitalar Lisboa Norte.

Na pior fase da pandemia em Portugal, que atingiu esta sexta um novo máximo de 234 mortes e 13.987 infetados, surgem cada vez mais relatos de doentes que ficam horas à espera nas ambulâncias, sem vaga disponível nos hospitais. Este caso não é sequer inédito no Santa Maria, onde o mesmo se verificou a 15 de janeiro.

Ainda assim, o responsável pelo hospital revela que estão a ser feitas alterações para lidar com o maior fluxo de pacientes registado nas últimas semanas. “Há uma adaptação que o hospital está a fazer, seja no internamento, seja nos cuidados intensivos, seja na própria urgência. Esta urgência, que foi dimensionada para atender seis mil casos e que vai ter de passar a atender 14 mil casos, foi recentemente ampliada e dentro de uma semana vai ter mais 20 postos de trabalho.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT