Saúde

Filho do escritor Pedro Chagas Freitas precisa de um transplante de fígado urgente

Benjamim tem seis anos e sofre de uma doença rara e crónica. Neste momento está internado nos cuidados intensivos de Coimbra.
Precisa de um dador urgente.

“Desde que nasceu, esta pessoa maravilhosa que está na fotografia é a minha vida.” Nos últimos dias, o escritor Pedro Chagas Freitas tem partilhado publicações nas redes sociais sobre o filho Benjamim, de seis anos, que sofre de uma doença rara e crónica. Neste momento, está internado nos cuidados intensivos de Coimbra e precisa urgentemente de um dador de fígado vivo. 

“Não sei muito bem quem sou, quem somos neste instante. Torçam por ele, e por toda a equipa do Pediátrico de Coimbra que vai vestir a farda de anjo, de maneira que souberam. Toda a ajuda é bem-vinda”, escreveu Chagas Freitas esta quarta-feira, 5 de junho.

Os pais de Benjamin, Chagas Freitas e a mulher Bárbara Teixeira, não podem ser doadores e continuam em busca de um doador compatível. Terá de ser alguém com, no máximo, 1,75 metros e 75 quilos, até aos 55 anos, com o tipo de sangue O, seja positivo ou negativo.

“O amor também cura, tem de curar. O simples instante em que acreditamos nisso é um instante de felicidade. Continuamos à procura”, acrescentou.

Ser doador de fígado vivo é viável, uma vez que o órgão tem a capacidade de regenerar e voltar ao seu tamanho normal. O escritor também apelou aos potenciais doadores para “lerem sobre os riscos envolvidos e pensarem cuidadosamente na decisão”.

Os interessados em avançar com a decisão de serem dadores, devem enviar um e-mail para dadordobenjamin@nullgmail.com, com as seguintes informações: nome, idade, tipo sanguíneo, peso, altura, medidas (perímetro à volta do umbigo e da xifóide), se tomam alguma medicação ou têm alguma doença crónica.

Algumas horas mais tarde, numa segunda partilha, agradeceu as milhares de mensagens. “A esperança também é crucial nestes momentos, e cada um de vocês ajudou-nos a alimentá-la em mais um dia de angústia incontrolável”, sublinhou.

“Agora, que vivemos com ele o momento mais tenebroso que um pai ou mãe podem viver, essa certeza é a ainda maior. Peço, por isso, a todas as empresas, câmaras, bibliotecas e pessoas com as quais tenha qualquer evento ou compromisso agendado nos próximos meses que me perdoem se não os avisar de que não poderei estar presente”, lê-se na publicação.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Pedro Chagas Freitas (@pedrochagasfreitas)

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT